Análise: Palmeiras tem poucas chances de se classificar na Libertadores

Palmeiras
Crédito da foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras vai entrar nas duas últimas rodadas da primeira fase da Libertadores com poucas chances de classificação. O Verdão somou apenas quatro pontos nos quatro primeiros jogos e está a três de distância do Rosario Central, que é seu próximo adversário. Enquanto isso, o confronto uruguaio deve classificar o Nacional contra o River Plate. O Verdão pode até ser eliminado com uma rodada de antecedência.

LEIA MAIS
NACIONAL-URU 1 X 0 PALMEIRAS: CONFIRA O GOL DA PARTIDA

É difícil imaginar que o Palmeiras, com o futebol atual, vá vencer o time argentino fora de casa. Jogando no Allianz Parque, foi muito inferior, mas conseguiu uma vitória inexplicável por 2 a 0. É com esse imponderável que o time precisa contar nesse duelo decisivo. Uma derrota vai eliminar o time, já que o Nacional é favoritíssimo contra o River e somaria 11 pontos. O Rosario iria a 10, deixando o Palmeiras com quatro.

Em caso de empate, o Palmeiras iria para cinco pontos, vendo o Rosario com oito, e o Nacional provavelmente com 11. Vencendo o River Plate na última rodada, em casa, o Verdão fecharia a fase com oito pontos. Bastaria um jogo de “comadres” entre Rosario e Nacional para eliminar o Palmeiras com um empate.

A única chance, de fato, é vencer o Rosario. Nesse caso, chegaria à última rodada com os mesmos oito pontos do time argentino, mas enfrentando um adversário mais fraco. O torcedor vai acreditar, mas os mais racionais sabem que as chances do Palmeiras na Libertadores são poucas. Para quem acredita na fé, a classificação de 2009, com golaço de Cleiton Xavier nos minutos finais, serve como inspiração.

A verdade é que o time agora comandado por Cuca vai pagar pelos erros da equipe que Marcelo Oliveira “desgovernou”. A hora é de apoio, coração, e evolução tática. Sem isso, o Verdão não vai se classificar.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.