Opinião: Racismo, AQUI NÃO!

Crédito da foto: Reprodução/FOX Sports

Nessa semana tivemos cenas lamentáveis de racismo em mais uma rodada válida pela fase de grupos da Libertadores, onde torcedores do Nacional (URU) e Cerro Porteño (PAR) imitaram “macacos”, nos jogos contra Palmeiras e Corinthians, respectivamente.

LEIA MAIS:
Nacional pode perder pontos por racismo? Veja o que a Conmebol costuma fazer

Na noite desta quinta, a partida entre Nacional e Palmeiras, no estádio Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai, foi palco de mais uma cena de racismo. 

No segundo tempo da partida, um dos torcedores do Nacional levantou e fez gestos de “macaco” em direção ao jogador Gabriel Jesus do Palmeiras, que chegou a reclamar com o arbitro equatoriano Carlos Vera, e nenhuma atitude foi tomada.

O Palmeiras enviou o vídeo com as cenas lamentáveis para a entidade responsável pela Libertadores (Conmebol), para que sejam efetuadas as devidas punições. O novo estatuto apresentado pela Conmebol estabelece decisões mais severas para esses atos.

O técnico Cuca falou sobre o ocorrido. “Só tem a lamentar. São atitudes erradas. Tem tanta coisa errada que se a gente for falar, melhor deixar para lá”, comentou o treinador ao canal Fox Sports.

Gabriel Jesus, alvo dos atos racistas, mostrou sua indignação. “É lamentável, isso não pode acontecer. Acredito que o Palmeiras tomará providências. Isso é lamentável, somos todos iguais”, disse.

No jogo entre Corinthians e Cerro Porteño, na noite da quarta-feira, também ocorreu um ato de Racismo. Minutos antes do jogo começar, as câmeras registraram um torcedor do Cerro Porteño imitando um macaco em direção da torcida do Corinthians. A imagem foi exibida pelo canal SporTV.