Opinião: O que parecia fácil para o Palmeiras…

Palmeiras
Crédito da foto: Divulgação/Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras se complicou em partida tensa contra no Nacional-URU em Montevidéu, onde foi derrotado pelo placar minimo de 1×0, e vê as chances de classificação ficando cada vez menores.

LEIA MAIS:
Eliminado? Palmeiras já teve que superar “lógica” para seguir vivo na Libertadores; entenda

Vamos explicar a situação do Palmeiras para o torcedor:

– Está em 3° no grupo com 4 pontos (Nacional em 1° com 8, Rosário em 2° com 7)

– Tem um saldo de gols 0 (Rosário, com quem o time brigará pela segunda vaga do grupo, tem o saldo de 3 gols)

– Joga contra o Rosário (no Gigante de Arroyito, na Argentina, caldeirão), precisando ganhar de qualquer jeito.

– Se o Palmeiras ganhar, (o que é muito difícil de acontecer), ainda vai depender de saldo de gols.

Seeee ganhar do Rosário na Argentina, por 1×0, ficará com saldo 1, Rosário com saldo 2. No último jogo contra o River Plate-URU (já desclassificado), no Allianz Parque, o Palmeiras precisar fazer um gol a mais que o Rosário, que estará jogando ao mesmo tempo contra o Nacional-URU.

O critério de desempate, caso empate em saldo de gols, é o confronto direto (matematicamente, existem outras possibilidades, mas esta é a mais relevante, e provavelmente é isso que acontecerá).

Desde 1979, o Palmeiras não é eliminado na fase de grupos da Libertadores, quando só passava um time por grupo.

A torcida confia no novo treinador Cuca. E o time já jogou diferente no segundo tempo, mais com a cara do treinador!

Agora é esperar dia 6 de abril. E resumindo: a torcida nunca abandonou o Palmeiras, acredito que não será dessa vez que isso ocorrerá.