Opinião: Corinthians começa a mostrar a sua cara

Reprodução/Facebook

A equipe de Tite começa a ganhar corpo e a torcida já vê o Corinthians com identidade própria

LEIA MAIS:
APÓS VITÓRIA SOBRE O CERRO PORTEÑO, CORINTHIANS TEM 97% DE CLASSIFICAÇÃO NA LIBERTADORES

Nesta quarta-feira (16) os mais de 42 mil torcedores que foram à Arena Corinthians saíram satisfeitos com o resultado que colocou a equipe do Parque São Jorge na liderança do grupo 8 e com um pé na próxima fase. Além disso, os torcedores também elogiaram a postura do elenco e o que se ouvia na volta do estádio é o quanto a equipe evoluiu e que agora sim o time tem a “cara do Corinthians”.

Realmente, a equipe que entrou ontem tinha a identidade que a torcida se acostumou a ver com Tite, uma equipe muito compactada, com os três setores próximos uns dos outros e uma rápida saída no contra-ataque. Com Lucca aberto pela ponta esquerda e Giovanni Augusto pela ponta direita, o Corinthians tinha uma saída de bola muito veloz, e fazia com que o Cerro Porteño se segurasse lá atrás.

Mesmo com a pressão pelo resultado, a equipe de Tite mostrou a frieza que o técnico tanto pede, e não caiu na famosa catimba dos rivais, que a todo momento retardavam o início do jogo. Após os 15 primeiros minutos, a equipe se encaixou e começou a criar mais chances, até que aos 22 minutos, em uma jogada trabalhada pelo lado direito com Giovanni Augusto e Fágner, a bola foi cruzada e Lucca apareceu livre para abrir o marcador e acalmar os torcedores.

Com o resultado a favor, foi a hora do Corinthians mostrar a calma que já a algum tempo o torcedor pedia. Tite pedia que a equipe tocasse a bola de um lado para o outro, a fim de arrumar espaço na defesa paraguaia e de ganhar tempo com a posse de bola.

Sem sofrer pressão, o Corinthians buscava marcar o segundo gol para tranquilizar de vez a torcida. E em um lance de contra-ataque, Lucca cruzou, a bola desviou na defesa e enganou o goleiro Anthony Silva. Festa na Arena Corinthians e tranquilidade para Tite, que após o desmanche sofrido no começo do ano, teve muito trabalho para dar uma identidade a uma equipe totalmente nova, com peças diferentes da que o técnico tinha no ano passado.

Resta ao torcedor corintiano ter um pouco mais de paciência, pois mesmo com a identidade construída, a equipe ainda mostra alguns pontos fracos e cabe a Tite manter o famoso e tal citado ultimamente padrão tático, para que a equipe possa ir longe na Copa Libertadores.