Novo formato de classificatória da Fórmula 1 frustra fãs e Globo

Crédito da foto: Clive Mason/Getty Images

A Fórmula 1 estreou neste sábado (19), em Melbourne, seu novo formato de classificatória para o grid de largada. Agora, nas duas primeiras sessões, um piloto é eliminado por minuto e meio, e na última (Q3), um corredor cai por minuto. Mas o que era para ser mais emocionante, acabou frustrando os telespectadores que viram o treino oficial para o GP da Austrália na TV Globo.

VEJA MAIS
HAMILTON CONFIRMA FAVORITISMO E FATURA POLE POSITION EM MELBOURNE

A emissora precisou cortar parte do filme “Doze é Demais 2” para não atrasar a transmissão, que começou por volta das 3h40 da manhã, e exibiu todo o Q3, diferentemente do ano passado, em que mostrava apenas os cinco minutos finais da rodada final. O narrador Galvão Bueno e os comentaristas Reginaldo Leme e Luciano Burti explicaram a mudança da classificação e esperavam mais emoção, tanto que Galvão até chegou a se empolgar.

“Quando começou, começou pegado”, comentou sobre o Q1 e Q2. “Ficou bem mais legal agora”, complementou. Porém, na terceira parte, os pilotos fizeram apenas uma volta e “desistiram” do treino no início, abrindo mão inclusive da fuga pelo “facão” que passava a cada minuto, o que deixou a equipe da Globo visivelmente constrangida, assim como os internautas que estavam acompanhando pela televisão.

Os últimos momentos foram sem ninguém nas pistas e Galvão precisou “rebolar” para preencher o tempo com comentários sobre o formato remodelado do treino. Nas redes sociais, o público também demonstrou não ter gostado muito da novidade. No fim, o pole acabou nas mãos de Lewis Hamilton, a segunda posição com Nico Rosberg e o terceiro posto com Sebastian Vettel.

Confira a repercussão abaixo:



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.