McGregor: “Sou o número 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9 do mundo. Talvez Jon Jones seja o 10º”

Getty Images

Campeão da categoria dos penas (66kg) e nome mais em evidência do UFC na atualidade, o irlandês Conor McGregor entra no octógono neste sábado (5). Ele enfrentará o americano Nate Diaz, na luta principal do UFC 196, em luta válida pela divisão dos meio-médios (77kg). E a confiança do europeu é tanta que ele acredita ser o melhor lutador do mundo peso por peso, posto atualmente creditado ao americano Jon Jones.

LEIA MAIS:
VÍDEO: CLIMA ESQUENTA E ENCARADA DE MCGREGOR E DIAZ PRECISA SER SEPARADA POR POLICIAIS

“Tem gente que fala que o Jon Jones é o melhor de todos, no peso por peso? Não é. Eu acho que neste ranking eu sou o número 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. Talvez Jon Jones seja o número 10”, afirmou McGregor, sobre o ex-campeão dos meio-pesados (93kg), durante evento com a imprensa antes do UFC 196.

Atualmente, McGregor é o terceiro colocado no ranking peso por peso do UFC, atrás apenas de Demetrious Johnson, campeão dos moscas (57kg), e de Jon Jones.

McGregor estava escalado originalmente para enfrentar o brasileiro Rafael dos Anjos, campeão da categoria dos leves (70kg). A luta seria válida pelo cinturão do brasileiro – e o irlandês não teria de abrir mão do título dos penas para isso. Porém, Rafael dos Anjos se machucou e teve de ser substituído por Nate Diaz.

O combate, então, passou a ser pela divisão dos meio-médios, duas acima da que o europeu normalmente luta.

“Bem, eu não sei. Estou com 27 anos e bem longe do meu auge. Só vou melhorar. Se eu for envelhecendo, aumentando, ficando mais forte, posso fazer mudanças conforme eu lutar. Eu posso acabar com a categoria de até 77 kgs, eu posso acabar com a dos leves. Eu vou para cima, vou para baixo, não tem problema. Mas posso dizer que lutar com 77 kgs, contra Nate Diaz, tem sido relaxante. Estou tomando dois cafés da manhã por dia e acordo com 76 kgs”, afirmou.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.