Lateral Fagner agradece elogios do técnico Tite, ‘ Seleção será consequência’

Fagner
© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians - 2006/2014-2016

 

A rasgação de seda no CT Joaquim Grava, continua. Após Tite dizer Fagner é jogador para seleção. O lateral-direito fez questão de agradecer o treinador durante coletiva após o treino da tarde de quinta (17)

Leia mais: 

CORINTHIANS PREVÊ VOLTA DE ELIAS AOS TREINOS PARA DUAS SEMANAS

GLOBO MANTÉM AUDIÊNCIA ALTA COM O CORINTHIANS NA COPA LIBERTADORES

“É sempre bom receber elogios e esse reconhecimento, ainda mais do Tite, nosso treinador e que está conosco todos os dias. Creio que seja fruto do trabalho e acho importante dividir com todos. Desde a comissão técnica de 2014 até a atual, que sempre me ajudaram muito a evoluir, dando dicas e mostrando onde poderia melhorar. Vou seguir trabalhando sempre para mostrar o meu melhor no clube e servir a Seleção será consequência.”, disse Fagner em coletiva. 

Fagner é prata da casa do Corinthians. O lateral foi para Europa, defendeu o Vasco, e em 2014, por empréstimo, retornou ao Timão. Em 2014 fez 54 partidas e foi o segundo jogador do elenco que mais atuou. No ano passado fez 51 jogos e foi peça importante no título brasileiro. Ao todo o jogador soma 125 duelos e quatro gols marcados. Ele esteve os 90 minutos nos quatro compromissos da Libertadores e, assim como na última quarta-feira, diante do Santa Fé também participou de um dos gols. Fagner também falou sobre o assunto:

‘É importante saber dosar e ver a hora certa de avançar, para não dar espaços atrás. Hoje eu entendo muito bem esse processo e consigo fazer as duas coisas. De acordo com o adversário e com a situação de cada jogo, o Tite passa o que quer e isso faz parte do processo de formação do nosso time’ disse o camisa 23, que ainda soma uma assistência no Campeonato Paulista.

Veja o que Tite falou sobre Fagner:

Tite falou sobre o jogador na coletiva após o jogo contra o Cerro Porteño de quarta-feira na Arena Corinthians:  “Falei com o Edu já o ano passado e é só minha opinião em relação ao Fagner. Fagner é jogador de seleção. Já falei o ano passado. Ele consegue ter as percepções de marcação, baixar centro de gravidade e ter no um contra a um quando o adversário joga na frente. Ele aprendeu muito a fechar na linha de quatro e ter a bola área, mesmo com uma altura que não é privilegiada, com tempo de bola e percepções. Você usa ele na linha de quatro ou mais a frente, pois tem inteligência para absorver.”

Crédito da foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians

 

 



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."