Fórmula 1: Demitido por e-mail, Magnussen celebra nova chance

Reprodução/ Site oficial Kevin Magnussen

De volta à Fórmula 1 após um ano, o dinamarquês Kevin Magnussen revelou que o período longe das pistas foi sofrido. Feliz com a chance na Renault, o piloto mostrou que a demissão da McLaren via e-mail já foi superada.

LEIA MAIS:
RENAULT APRESENTA SUA PINTURA DEFINITIVA PRA TEMPORADA 2016 DA FORMULA 1

“Perdi meu lugar na McLaren em circunstâncias estranhas. Fiquei fora das pistas por um ano, assistindo às corridas. Machuca, é difícil. Esta é uma segunda chance”, afirmou ao site da “CNN”.

A equipe inglesa enviou a mensagem por e-mail comunicando sua dispensa da Fórmula 1 em 5 de outubro de 2015. Naquela data, Magnussen completava 23 anos.

A agonia do dinamarquês só terminou em fevereiro, quando a Renault confirmou sua contratação como titular.

“Poucos pilotos recebem uma segunda chance, mas eu ganhei logo uma das boas. Não a recebi de qualquer time, mas da Renault”, disse.

O filho do também piloto Jan Magnussen comparou a sua nova escuderia com a antiga.

“A Renault tem uma mentalidade completamente diferente. Estaremos atentos ao nosso desempenho em todos os finais de semana e melhoraremos a cada corrida. Na McLaren, estávamos meio perdidos e perdendo terreno a cada semana”, concluiu.

Magnussen fez uma temporada completa pela McLaren em 2014. No ano seguinte, foi relegado ao posto de terceiro piloto e disputou apenas o Grande Prêmio da Austrália.