F1: Lewis Hamilton lidera TL3 em Melbourne

GP da Austrália
Tricampeão do mundo obteve melhor tempo quando restavam quatro minutos para o final da atividade. (Foto: Getty Images)

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do terceiro e último treino livre para a disputa do Grande Prêmio da Austrália, etapa de abertura da temporada 2016 da Fórmula 1. Em uma atividade realizada com sol no circuito de Albert Park, em Melbourne, o tricampeão do mundo obteve o tempo de 1min25s624, utilizando os pneus supermacios em sua Mercedes.

LEIA MAIS:
HAMILTON FECHA SEXTA-FEIRA COM O MELHOR TEMPO EM MELBOURNE

A segunda colocação da atividade ficou com Nico Rosberg, com a outra Mercedes. O alemão foi um décimo mais lento em relação ao seu companheiro de equipe. Sebastian Vettel ficou com a terceira posição com o carro da Ferrari, seguido por um surpreendente Carlos Sainz, quarto com a Toro Rosso. O grupo dos cinco melhores ainda contou com Kimi Räikkönen, também da Ferrari.

Max Verstappen, companheiro de Sainz na Toro Rosso, apareceu na sexta colocação na tabela de tempos, seguido pelo finlandês Valtteri Bottas, com a Ferrari. Daniel Ricciardo, que liderou a parte inicial da atividade com a Red Bull, foi o oitavo, enquanto o brasileiro Felipe Massa foi o nono. Sérgio Pérez fechou a lista dos dez melhores com a Force India, enquanto Felipe Nasr, da Sauber, foi o vigésimo.

A partir das 3h, pelo horário de Brasília, acontece o qualifying para definição do grid de largada para o Grande Prêmio da Austrália, que será disputado no domingo, às 2h.

O treino

A última atividade livre do final de semana teve início com uma cena insólita. Antes de o treino começar, Romain Grosjean foi atingido pela Manor de Rio Haryanto nos boxes. O indonésio logo foi à pista, enquanto o piloto da Haas só fez sua volta rápida apenas na segunda metade dos 60 minutos do exercício do início desta madrugada.

Quando o treino foi autorizado, o que se viu foi a maior parte dos pilotos saindo para a pista. Após a Force India ver Nico Hülkenberg e Sergio Pérez na frente, os pilotos da Red Bull surpreenderam. Com pneus supermacios, Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat começaram a se alternar na primeira posição, com o australiano cravando 1min27s733, com 14 minutos de atividade.

A bandeira amarela foi acionada pela primeira vez na atividade quando restavam 37 minutos para o final. Nico Rosberg quase atingiu a Renault de Kevin Magnussen, com ambos passando reto em uma das curvas. Pouco depois, Kimi Räikkönen tomou a liderança, sendo superado pelo companheiro de equipe Sebastian Vettel, que cravou 1min26s911, com pneus macios.

Ricciardo, novamente com compostos supermacios em sua Red Bull, retomou a primeira posição ao rodar em 1min26s768. Aí apareceu Nico Rosberg, que até então tinha priorizado as simulações de corrida com a Mercedes, conseguiu uma volta em 1min26s149, com pneus macios. Lewis Hamilton, com o outro carro da equipe da estrela de três pontas, subiu para a segunda posição.

Vettel retomou a primeira colocação da atividade restando 14 minutos para o final do treinamento, com 1min25s852. O alemão se manteve na frente até as duas Mercedes voltarem à pista. Primeiro Rosberg recuperou a primeira posição, mas aí Hamilton obteve 1min25s624, também com compostos supermacios, fechando o treino na liderança.

Foto: Getty Images



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.