Eliminado? Palmeiras já teve que superar “lógica” para seguir vivo na Libertadores; relembre

César Greco/Ag. Palmeiras

É inegável que a situação do Palmeiras na Libertadores ficou dramática após a derrota para o Nacional por 1 a 0, na última quinta-feira, em Montevidéu. Com o resultado, o time comandado por Cuca ocupa a terceira posição do Grupo 2 com quatro pontos, quatro de diferença para os uruguaios, líderes da chave, e três para o Rosario Central, próximo adversário.

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras terá a volta de Cleiton Xavier para o duelo contra Rosario Central
Palmeiras aciona a Conmebol contra ato racista de torcedor do Nacional
5 erros capitais de Cuca em sua estreia pelo Palmeiras

Faltando duas rodadas para o término da fase de grupos, há quem diga que o Verdão está virtualmente eliminado da competição. Mas esse panorama se parece bastante com o que aconteceu em 2009, quando o clube vivia situação parecida e conseguiu a classificação à fase mata-mata apenas na última rodada.

COMPARAÇÃO LIBERTADORES 2016 x 2009 ATÉ A QUARTA RODADA:
Captura de Tela 2016-03-18 às 12.30.31

Captura de Tela 2016-03-18 às 12.30.54

Na ocasião, o Palmeiras era comandado por Vanderlei Luxemburgo e tinha no plantel grandes nomes como Diego Souza, Cleiton Xavier (único remanescente daquele elenco) e o atacante Keirrison. Após quatro rodadas, todavia, o time ainda não tinha engrenado e somava apenas quatro pontos, em terceiro do grupo atrás dos líderes Colo-Colo-CHI e Sport Recife.

A equipe paulista precisava de duas vitórias nas últimas partidas para se manter vivo no torneio. Na penúltima rodada, o Palmeiras bateu a LDU por 2 a 0 no antigo Palestra Itália, e viajou a Santiago precisando dos três pontos contra o Colo-Colo, de Lucas Barrios (hoje, no Verdão). Mesmo com um a menos, a equipe de Luxa conseguiu o objetivo com a vitória heroica por 1 a 0, com golaço de Cleiton Xavier.

Relembre!

O QUE RESTA AO PALMEIRAS?

O Verdão precisa vencer as duas últimas partidas do Grupo 2, assim como o fez há sete anos. No dia 6 de abril, os comandados de Cuca encaram o Rosario Central, na Argentina, e uma semana depois encerra contra o River Plate, em São Paulo.

VEJA: Libertadores: veja quais são as chances de classificação do Palmeiras

Com seis pontos somados, o Palmeiras chegaria a 10, a mesma pontuação com que se classificou às oitavas em 2009. O problema é que, desta vez, o clube brasileiro pode até não classificar mesmo com dois triunfos.

Como se pode ver na classificação, o Rosario tem três gols de saldo, contra nenhum do Palmeiras. Ou seja, o Verdão precisaria vencer os argentinos por dois gols de diferença para poder chegar ao segundo lugar após a penúltima rodada da chave.

Mesmo que se conseguir a proeza de obter os três pontos em Rosário, o Palmeiras precisa se atentar aos critérios de desempate, pois há chances de os dois times terminarem empatados na tabela. Na ordem, os critérios de desempate são: saldo de gols, gols marcados e gols marcados fora de casa (GFC).

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.