Cruzeiro estuda propostas e pode jogar em Brasília durante as Olimpíadas

Crédito da foto: Divulgação/Minas Arena

O Cruzeiro se prepara para “mudar de casa”, pelo menos durante o período em que o Mineirão será entregue ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para sediar partidas de futebol na Olimpíada, em agosto. Diante das inúmeras propostas que recebeu, a diretoria celeste espera tomar uma decisão em conjunto com os 70 mil sócios-torcedores.

Entre os estádios que já se ofereceram para “comprar” os jogos do Cruzeiro neste período, está o Mané Garrincha, que se ofereceu para comprar partidas separadas ou pacote de jogos.

Além de Brasília, várias cidades de Minas Gerais também já oferecem suas casas ao Cruzeiro, casos das prefeituras de Uberlândia, Nova Serrana e Sete Lagoas. O estádio de Ipatinga, o Ipatingão, também poderia ser uma boa opção, mas precisaria passar por uma reforma antes de receber jogos de grande porte.

Diante da incerteza de onde mandará seus jogos nesse período, o Cruzeiro já descartou completamente a possibilidade de jogar no Estádio Independência, casa do América-MG, mas que recebe o rival Atlético. Além disso, as duas equipes também estarão disputando a Série A do Brasileiro e partidas pela Copa do Brasil no Horto.

O Cruzeiro deve se “desligar” do Mineirão entre 24 de julho a 22 de agosto. O estádio receberá dez partidas da Olimpíada do Rio, de 3 a 20 de agosto.