Confiança vence o Flamengo por um a zero na estreia da Copa do Brasil; Veja

Creditos: Reprodução / Facebook Oficial Confiança (SE)

O Confiança (SE) recebeu o Flamengo na noite de quarta-feira, 17, no Estádio Batistão, em Aracaju, e venceu os rubro-negros por um a zero na estreia da Copa do Brasil. Os sergipanos aproveitaram o vacilo do Flamengo, que jogou com um a mais por quase oitenta minutos e não conseguiu marcar. Fazendo valer de toda a confiança possível, o time da casa soube se defender, foi pra cima quando teve espaços e marcou com Everton o gol que lhe garantiu a renda da partida e o jogo de volta no Estádio Raulino de Oliveira.

LEIA MAIS: SÓCIO TRICOLOR. SAIBA COMO ADQUIRIR SEU INGRESSO PARA O FLA –FLU NO PACAEMBÚ

A equipe sergipana veio para a partida com três desfalques, Lucas Rocha, Flavio e Caíque. Já o Flamengo entrou em campo com força máxima, inclusive, com Ederson – poupado conta o Madureira – no lugar de Gabriel. Antes do início da partida, Betinho, treinador do Confiança declarou ao repórter Cicero Melo da ESPN Brasil que viria a campo com duas linhas de quatro jogadores e com a intenção de marcar forte a saída de bola.

O Flamengo entrou desligado e logo no primeiro minuto o Confiança quase marcou. Em jogada de alta velocidade a bola foi cruzada, Everton chutou, a zaga do Flamengo rebateu e Flávio jogou para a linha de fundo. Logo em seguida Ederson cruzou e Juan cabeceou por cima do Gol. O confiança jogava quase todo no campo de defesa e procurava espaços para contra atacar.

Logo aos sete minutos a partida começou a esquentar. Paolo Guerreiro foi atingido por Elielton no supercilio direito e sangrando, saiu para ser atendido. Um minuto depois, em disputa de bola na lateral, Elielton acertou um forte chute no rosto de Ederson e foi expulso direto. Elielton saiu de campo inconformado, insultando a arbitragem. Na confusão o meia Ney Maruim tomou cartão amarelo. Com a expulsão, o técnico Betinho alterou o posicionamento da equipe, trouxe Caique para lateral esquerda e Ney para o lugar do Elielton no meio campo.

Após a expulsão o Flamengo passou a dominar a partida. Aos 17 minutos, Emerson recebeu lançamento e frente a frente com o goleiro Lucas, tentou o toque por cobertura, mandando a bola ao lado da trave direita. O Rubro-negro continuou a pressionar e cinco minutos depois Ederson recebeu no meio, fez a finta no zagueiro e chutou no meio do gol para boa defesa do goleiro. No lance seguinte, Rodinei lançou Aarão na direta, que cruzou para Paolo Guerreiro cabecear por cima do gol.

O Flamengo possuia maior posse de bola, porém, abusava de bolas alçadas na área e pecava no ultimo toque, não conseguindo transformar a vantagem numérica em gols. Aos 32’, Sheik cobrou falta na área, Wallace cabeceou para defesa de Sander, no rebote, a bola sobrou para Ederson que chutou para fora.

O Flamengo rodava a bola com paciência e tentava criar, porém não conseguia furar o bloqueio do Confiança. Já a equipe da casa se mantinha na defesa buscando um contra-ataque. Emerson e Cirino jogavam abertos com Paolo Guerrero centralizado no ataque, já Ederson vinha jogar mais perto de Guerrero do que recompondo o meio campo, o que dificultava a chegada da bola ao ataque.

Aos 37’ depois de roubada de bola no meio de campo, Guerrero recebeu boa enfiada no meio, frente ao goleiro o atacante tentou a ‘cavadinha’, obrigando Rafael Sander a fazer boa defesa, na conclusão do lance, Lucas Rocha afastou pra longe. No final do primeiro tempo, Ederson fez belo lançamento para Willian Arão, o mesmo Lucas Rocha tentou tirar e quase marcou contra, assustando Rafael Sander.

Ainda no intervalo o confiança mudou, saiu o meia Flávio e entrou Raulino. O segundo tempo começou ruim. O Flamengo continuou a dominar e trocava passes, porém não conseguia obter chances claras de gols. Nos primeiros dez minutos os visitantes não criaram nenhuma chance clara de gol.

O Flamengo chegou bem aos 13’, quando Emerson cruzou, a zaga rebateu e no rebote, Marcelo Cirino, da entrada da área, arriscou pra fora. Sem conseguir povoar o meio de campo, os cariocas pouco criavam e mantinham os volantes ‘enfiados’ na forte marcação do Confiança, que evitava com que a bola chegasse ao comando de ataque rubro-negro. Para tentar corrigir o buraco na armação Muricy Ramalho trocou Ederson por Alan Patrick.

Somente após os 20 minutos o Flamengo chegou com perigo. Em jogada pela linha de fundo, Emerson cruzou rasteiro para Paolo Guerrero, porém, antes do atacante rubro negro chegar na bola Flavio chutou para longe. Foi a primeira boa chance de ataque do Flamengo no segundo tempo. Logo em seguida, Alan Patrick cobrou falta na área pela direita, Aarão cabeceou por cima do gol.

O confiança pouco atacava, e quando fazia, pecava nos passes. Para tentar alterar o placar, Muricy tirou Cuellar e colocou Gabriel.

Em um dos poucos momentos do jogo em que o Confiança deu espaços para o Flamengo, a bola chegou até Marcelo Cirino que chutou cruzado e forte, Sandes espalmou para escanteio. Na cobrança, Emerson quase marcou, porém estava em posição de impedimento.

Para fazer valer a máxima de ‘quem não faz, toma’, aos 33’, após cruzamento de Wallace Pernambucano, Rodinei foi cortar e falhou, a bola sobrou nos pés de Everton, que chutou forte, sem chances para Paulo Vitor.

Com o gol, os anfitriões gostaram do jogo, e foram de vez para o ataque buscando o segundo gol. Por outro lado o Flamengo continuava a tentar jogadas de bola aérea pelo lado direito, sem obter sucesso. Quando tentava pelo meio a arbitragem assinalava (nem sempre de forma correta) posição de impedimento.

Há cinco minutos para o fim Muricy alterou a equipe mais uma vez, colocou Vizeu no lugar de Cirino. Aos 44’ Betinho também mexeu na equipe da casa, tirou Wallace pernambucano dando oportunidade para Carlinhos.

O árbitro assinalou 6’ acréscimo. No apagar das luzes ainda deu tempo para Alan Patrick cobrar falta, a zaga rebater e a bola sobrar para Jorge, o lateral rolou e viu Rodinei chutar pela linha de fundo. Na cobrança do Tiro de meta o Goleiro Rafael Sandes levou cartão amarelo por retardar a partida.

No último suspiro buscando o empate, Rodinei cruzou e Felipe Vizeu cabeceou por cima do gol. Após a jogada a arbitro colocou ponto final na partida.

O flamengo que há treze anos não jogava em Aracaju saiu de campo derrotado e terá que enfrentar a segunda partida contra a equipe sergipana.  No próximo domingo, Flamengo e Confiança voltam a campo. Os sergipanos encaram o Sergipe, no Batistão, e os cariocas fazem o Fla-Flu no Pacaembu. A segunda partida entre ambos será no próximo dia 13, em Volta Redonda.