Clássico nacional é o destaque das semifinais da Superliga Feminina de Vôlei

João PiresFotojump

A semifinal da Superliga Feminina de Vôlei terá um confronto mais disputado das últimas edições. A maior rivalidade do esporte no país estará em quadra com Rexona Ades e Vôlei Nestlé. As duas equipes se enfrentam em melhor de três jogos e será a primeira vez em que os times se enfrentam nesta fase da competição.

LEIA MAIS:

Vôlei Nestlé atropela Brasília e está na semifinal da Superliga Feminina
Dentil Praia clube vence e força terceiro jogo nas quartas da Superliga

Melhor classificado na fase de classificação o Rexona Ades terá a vantagem de decidir as partidas em solo carioca. Com a volta da ponteira Gabi, que após perder a segunda partida das quartas de finais devido a uma torção no tornozelo, a equipe terá força máxima para enfrentar seu maior rival. Caso a ponteira não esteja na formação titular sua substituta será Regiane.

Do lado paulista o grande reforço do Vôlei Nestlé é a presença do técnico Luizomar de Moura no banco de reservas do time de Osasco. O treinador volta a comandar a equipe após ter passado mal na primeira partida da quartas diante do Brasília Vôlei. Liberado pelos médicos na antes da segunda partida na capital federal, o comandante estará 100% para o confronto.

Na temporada da Superliga, o Rexona ades levou vantagem nos dois jogos que realizou diante do Vôlei Nestlé, no primeiro turno, em Osasco as cariocas venceram por 3 sets a 0, mesmo placar da partida no segundo tuno.

A primeira partida entre as equipes será no ginásio José Liberatti, em Osasco, na próxima segunda-feira, às 18h30, horário confirmado pela Confederação Brasileira de Vôlei.

Foto: João PiresFotojump