Champions League: dirigente do Bayern de Munique quer mudança polêmica no torneio

Rummenigge, CEO do Bayern de Munique, quer mudanças na Champions League
Crédito da foto: Reprodução/site oficial do Bayern de Munique

O formato atual da Champions League não está agradando a Karl Heinz Rummenigge, CEO do Bayern de Munique e presidente da Associação de Clubes Europeus. E por isso, o antigo atacante do emblema bávaro sugeriu mudanças na torneio.

LEIA MAIS:
CONHEÇA A LIGA QUE PODE REVOLUCIONAR O FUTEBOL EUROPEU

“Não faz sentido termos um Bayern Munique x Juventus ou um Chelsea x PSG nas oitavas de final. O que não gosto no sorteio das fases eliminatórias da Champions League é que tudo depende da sorte”, disse Rummenigge aos jornalistas presentes na Allianz Arena após a partida contra a Juventus. “A UEFA devia considerar alternativas, como cabeças de chave ou algo semelhante. Vi alguns jogos nesta fase e quase desliguei a televisão”, prosseguiu. “Depois, vemos uma equipe como a Juventus, finalista na temporada passada, eliminadas nas oitavas de final. Isto não é aceitável. Estou saturado por ver a sorte ter tanta importância”.

“Em partidas como Atlético de Madrid x PSV, ou Wolfsburg x Gent, é possível ver a diferença de qualidade para uma Juventus, que está eliminada. Estamos falando de dinheiro, imagem, mérito. Deveria ser como no tênis ou em outros esportes”, argumentou Rummenigge.

O sistema de cabeças de chave é hoje utilizado na fase de grupos da Champions League. A alteração sugerida por Rummenigge beneficiaria os clubes maiores, como o Real Madrid, Barcelona e o próprio Bayern de Munique. No entanto, emblemas com menor coeficiente no ranking da UEFA seriam prejudicados, já que o encontro com equipes mais fortes aumentaria, na teoria, a chance de serem eliminadas nas oitavas de final.

O coeficiente de clubes é um sistema de pontos baseado no desempenho dos clubes nas competições europeias nas cinco temporadas anteriores. O Real Madrid está no topo do ranking, seguido pelo Bayern de Munique e pelo Barcelona. Nas partidas citadas por Rummenigge, o Gent (84º) foi eliminado pelo Wolfsburg (38º), enquanto que o Atlético de Madrid (5º) passou pelo PSV Eindhoven (34º).

Por outro lado, Klaus Allofs, diretor esportivo do Wolfsburg, equipe que se classificou pela primeira vez às quartas de final da Champions League, reagiu aos comentários de Rummenigge. “Eu também gostaria de entrar somente no final”, disse ironicamente. “Todos aqueles que estão lá [quartas de final] mereceram isso. Não deve haver uma sociedade fechada.”, afirmou.

Crédito da foto: Reprodução/site oficial do Bayern de Munique