Bruno Rodrigo marca e dedica para filha: “Ainda não tinha feito um gol pra ela”

Getty Images

O Cruzeiro bateu o Uberlândia por 3 a 0 na última terça e Bruno Rodrigo fez o dele, seu 12° com a camisa do clube – todos de cabeça. Mas esse foi especial. E é o zagueiro que explica.

Leia também: Bruno Rodrigo chega ao 12° gol de cabeça pelo Cruzeiro; ele não marcava há 22 meses

“Estava com saudade de marcar. Depois do jogo eu falei que minha filhinha tem nove meses e eu ainda não tinha feito um gol pra ela. O gol saiu num momento importante”, contou.

Ele também destacou a força da bola aérea cruzeirense: “Nosso time tem uma bola aérea forte, temos que continuar trabalhando pra aprimorar essa bola aérea ainda mais. A bola aérea decide os jogos. A gente tem que ter atenção na bola parada contra. Quando tiver a favor, vamos tentar marcar. Se não for os mais altos a fazer os gols, que a bola sobre para os outros”, completou.

Agora, já pensando no duelo com o Villa Nova, no próximo domingo, ele destacou a dificuldade da partida, já que o Villa é o 3° colocado no Mineiro, brigando por vaga nas semifinais.

“Independente do jogo, o Cruzeiro nunca vai ter vida fácil. Temos que entrar focados e concentrados, fazendo o nosso melhor, pra conseguir as vitórias nos jogos. A gente conseguiu fazer um jogo bem consistente tanto na parte defensiva quanto ofensiva, mas já passou. Agora é pensar no Villa Nova. A gente tem que fazer o melhor dentro de campo, com empenho e dedicação para manter este tabu contra o Villa Nova.”

Cruzeiro e Villa Nova duelam no Mineirão a partir das 16h de domingo (20).



Jornalista esportivo.