Tradicional, Peñarol larga em busca do sexto título da Libertadores

Crédito da foto: Página Oficial do Club Atlético Peñarol

O clube uruguaio chegou a dez finais da competição e saiu campeão em cinco oportunidades. Esse ano, o Peñarol tenta fazer história: se consolidar como o maior campeão da Libertadores representando as cores do Uruguai.

LEIA MAIS:
NO GRUPO DA MORTE, O TIME A SER BATIDO É O GRÊMIO
SABE QUAL O BRASILEIRO COM MELHOR APROVEITAMENTO NA HISTÓRIA DA LIBERTADORES? DICA: BATEU O BOCA

Favorito no Grupo 4, formado por Huracán-ARG, Atlético Nacional-COL e Sporting Cristal-PER, Peñarol se destaca por não sentir pressão quando joga fora de casa. Foi assim que conquistou quatro títulos da Libertadores.

Sua primeira taça na Copa Libertadores foi conquistado em 1960, em sua primeira edição. O time celebrou o título para mais de 35 mil torcedores do time do Olimpia-PAR. Após vencer o jogo de ida por 1 a 0, conseguiu o empate em Assunção aos 38 minutos do segundo tempo. O gol do título consagrou o jogador Cubilla.

No ano posterior, o Peñarol voltou a disputar o título continental, também fora de casa. Dessa vez, a equipe adversária era o Palmeiras de Djalma Santos e Julinho Botelho. O time uruguaio arrancou o empate em pleno Pacaembu, depois de ter vencido em casa por 1 a 0.

Em 1966, veio o terceiro título, só que dessa vez em campo neutro. Depois de vencer por 2 a 0 em casa e perder por 3 a 2 fora para o River Plate-ARG, a decisão foi realizada no Estádio Nacional , em Santiago-CHI. Vitória da equipe uruguaia por 4 a 2.

O quarto “caneco” só veio em 1982, quando o Peñarol derrotou o Cobreloa-CHI por 1 a 0, no Estádio Nacional, em Santiago-CHI. O gol foi marcado nos minutos finais da partida por Morena. A primeira partida, em Montividéu, terminou em 0 a 0.

O último troféu erguido pela equipe uruguaia foi em 1988, também em solo chileno, aonde venceu o América-COL por 2 a 1. O gol marcado no último minuto de jogo foi pelo Aguirre, hoje técnico do Atlético-MG.

Em 2016, o Peñarol pensa em fazer bonito na Libertadores. Seu primeiro adversário é o Sporting Cristal, dia 18 de fevereiro às 22h45, no Peru. Esse pode ser o primeiro passo para a conquista do sexto título. Título esse, que tem início fora de casa, algo que a equipe uruguaia sabe bem como transformar em ponto positivo. Em 3º lugar no Campeonato nacional, não deve encontrar dificuldades para avançar a próxima fase da competição.

Crédito da foto: Página Oficial do Club Atlético Peñarol



Curso Jornalismo e Comunicação na Universidade Metodista de São Paulo. Dedico-me a área Esportiva, e busco sempre oferecer o melhor de mim em todas as matérias em que me envolvo. Seriedade, foco e comprometimento são palavras que levo como lei da vida.