Super Bowl 50 dá liderança à ESPN na audiência de canais fechados

Getty Images

A transmissão do Super Bowl 50, a final da NHL desta temporada, rendeu à ESPN a liderança entre canais fechados no domingo, de Carnaval, dia 07/02.

A ESPN teve, durante o duelo entre Denver Broncos e Carolina Panthers – vencido pelos Broncos por 24 a 10 -, 62% de share entre os canais de televisão por assinatura, de acordo com a Kantar Ibope Media, entre o público masculino de 18 a 49 anos.

Cada espectador permaneceu, em média, por uma hora e 47 minutos no canal – o jogo teve aproximadamente três horas de duração.

O público feminino também se destacou: de acordo com os dados, a cada quatro telespectadores um era mulher.

A ESPN celebrou o crescimento da audiência e do interesse pelo futebol americano no país. De acordo com João Palomino, vice-presidente de Jornalismo e produção do canal, muito disso passa pelo carinho que a ESPN teve em explicar o esporte para os interessados no Brasil:

“O resultado reflete anos de investimento em fazer com que o fã de esportes fosse parte integrante de um evento deste tamanho. Quem gosta de esporte, se apaixona pelo que entende. Nós explicamos, e muita gente virou fã. É impressionante ver pessoas discutindo futebol americano como se o esporte tivesse tradição secular no Brasil”, afirmou.

Além disso, o canal comemorou a adesão à transmissão nas salas de cinema pelo país, os acessos no site via notícias do jogo e os acessos ao WatchESPN, aplicativo on demand da emissora – destacado pelo fato de que, por ser domingo de Carnaval, muitos fãs não estavam em casa para acompanhar.

De acordo com a ESPN, nos cnemas mais de 10 mil ingressos foram vendidos para a transmissão da partida. No site, entre os dias 11 de janeiro e 10 de fevereiro, período com partidas dos playoffs, finais de conferência e Super Bowl, o portal ESPN.com.br registrou mais de 1,3 milhão de usuários únicos. E o WatchESPN teve 50 mil usuários se conectando ao aplicativo ou acessando o site para assistir à partida.

Foto: Getty Images



Jornalista esportivo.