São Paulo sofre, mas bate Cesar Vallejo e avança na Libertadores

O São Paulo teve um jogo nervoso com o Cesar Vallejo, que terminou feliz para o clube do Morumbi com o placar de 1 a 0, gol de Rogério na segunda etapa. Com o resultado, o time conseguiu a vaga no grupo 1 da Fase de Grupos da Libertadores, onde enfrentará River Plate (ARG), Trujillianos (VEN) e The Strongest (BOL).

O jogo no Pacaembu começou com o São Paulo trocando passes na sua defesa e esperando pelo momento de acionar o ataque. Com um minuto, Michel Bastos foi travado e a bola ia sobrando para Calleri. Porém a arbitragem pegou falta do avante argentino. Pouco depois, Centurión sofre falta na lateral direita. Na cobrança, Calleri sente o tornozelo e não consegue aproveitar a chance. Aos sete, a primeira chegada peruana ao ataque. Quinteros cai no chão reclamando falta. Na cobrança, Millán ergue na área e a zaga afasta.

Embora o São Paulo tivesse mais a bola em seu pé, o César Vallejo chegava ocasionalmente assustando a defensiva paulista. A maior queixa de Edgardo Bauza era que o time estava retendo pouco a bola no pé e procurar algum buraco na defesa peruana. Aos poucos o time brasileiro chegava ao gol, mas a pontaria estava um pouco descalibrada. Aos 27, a bola sobrou para Centurión na entrada da área e ele chutou para fora perdendo uma boa chance. No lance seguinte, uma tabelinha argentina entre Centurión e Calleri terminou em um chute do camisa 12 nas mãos do goleiro Libman. Tres minutos depois, Ganso recebeu na área e chutou para o desvio do goleiro. Na batida de escanteio, a bola ficou com a defesa do Cesar Vallejo e em seguida, Mena deu um rapa em Millán e ganhou cartão amarelo.

O jogo seguia arrastado e Millán fez falta em Centurión e ganhou amarelo, logo depois, Canova arrepiou Mena na entrada da área. Mais um amarelo exibido e falta marcada. Na cobrança de Ganso, a bola ficou na barreira. O São Paulo dominava o jogo, mas pecava demais nas finalizações. Aos 40, Ganso ia acionando Calleri e a bola sobrou para Thiago Mendes, que chutou na arquibancada. No lance seguinte, Calleri tenta e Isassola tira. Com tantas chegadas do São Paulo ao ataque, o Cesar Vallejo resolveu assustar, com Ciucci, aos 42, só que a bola saiu sem direção.Aos 46, Ciucci recebe lançamento de Millán e desvia para alinha de fundo. Fim da primeira etapa, sem gols.

A segunda etapa começou com o São Paulo no ataque e aos três, Thiago Mendes perdeu a passada e deixou a bola com centurión, que não conseguiu estar em condição de arrematar. A jogada seguiu e aos quatro Ganso levou um empurrão de Rojas na área. Penalti marcado e cartão amarelo aplicado. Na cobrança, Michel Bastos chuta no pé da trave e ela saiu para fora. A cobrança perdida acabou desestabilizando um pouco o Tricolor, que começava a se enervar com o placar igualado. Aos oito, Mena aciona Bastos na área, só que Rojas afastou para a lateral. Na cobrança, Ganso recebe a bola e sofre falta da defensiva peruana. Na cobrança, Centurión cobrou forte demais para a linha de fundo. No minuto 12, Ganso ergueu na área, porém o goleiro Libman fez a defesa. Aos 14, troca de passes são paulina e a bola sobra para Bruno, que conquistou lateral. No lance seguinte, a bola chegou a Hudson, que chutou sem direção, Tiro de meta cedido.

Michel Bastos sentiu muito a cobrança de pênalti perdida e estava discutindo com o juiz, tanto que acabou ganhando um cartão amarelo aos 18. No minuto 20, Ciutti fez falta em Thiago Mendes e a falta foi marcada. Lucão cabeceou, mas teve falta marcada contra si. Após o lance tivemos a primeira alteração no Tricolor, saiu Centurión e entrou Wesley. Pouco depois de ter entrado, ele conquistou uma falta que tinha potencial de perigo ao gol de Libman. Ganso rolou a bola para Bastos e na hora do arremate, a bola bateu na zaga e saiu em escanteio. Aos 25, Quinteros sofre falta e ele ergueu na área para uma complicada defesa de Denis. O jogo se aproximava dos 30 minutos e embora o placar estivesse a favor do São Paulo, o nervosismo atrapalhava os jogadores em campo. Ganso recebeu no meio, acionou Michel Bastos, que deixou para Calleri. A bola saiu alta pela linha de fundo.

A segunda mudança aconteceu no Tricolor, saiu Mena e entrou Carlinhos, e no lance seguinte, Thiago Mendes manda uma bomba que quima na mão de Libman, com a bola saindo pela linha lateral. Aos 34, Calleri atrai a marcação e passa para Ganso, que lança na área, mas encntra Michel Bastos em impedimento. O Cesar Vallejo conseguiu um escanteio na jogada seguinte e antes teve uma mudança, saindo Montes e entrando Chávez. No minuto 36, Bruno vem pela direita e aciona Calleri, que manda na trave, no lance seguinte, Thiago Mendes, ergue na área e Ganso, de cabeça passou para Hudson, que chutou no pé da trave.

A torcida tentava acordar o time cantando o hino e Calleri correspondia a confiança da galera. Ele recebeu mais um lançamento de Bruno, e mandou rente a trave de Libman. Bauza fez uma ultima mudança, tirando Ganso e colocando Rogério. De tsnto insistir, o São Paulo chegou ao gol. Bruno cobrou o escanteio, Rodrigo Caio cabeceou na zaga e a bola sobrou para Rogério, que abriu o placar. São Paulo 1 a 0.

O Cesar Vallejo veio no desespero atrás do gol que levaria o jogo aos pênaltis. Millán erguer na área e Denis fez a defesa, no ataque seguinte, Rogério estava com a bola e Rojas mandou pela linha de fundo. Na cobrança, o Tricolor tentou tramar uma jogada e tudo o que conseguiu foi uma rolada no ouvido de Calleri. Aos 48, Calleri recebe na lateral direita, prende a bola e sofre falta de Isassola. O jogador recebeu o cartão amarelo e não houve tempo para mais nada. São Paulo vence e vai para o Grupo 1 da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 1 x 0 Cesar Vallejo

Data: 10/02/2016 Local: Pacaembu (SP)
Árbitro: Christian Ferreyra (Uruguai), auxiliado pelos compatriotas Nicolás Tarán e Richard Trinidad.

Gol: Rogério (São Paulo), aos 42 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Mena e Michel Bastos (São Paulo); Montes, Millán, Riojas e Guizasola (Universidad César Vallejo).

São Paulo: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Mena (Carlinhos); Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos, Paulo Henrique Ganso (Rogério) e Centurión (Wesley); Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

Universidad César Vallejo: Libman; Canova, Riojas, Cardoza (Vidales) e Guizasola; Millán, Ciucci, Quinteros e Morales; Hohberg e Montes (Chávez). Técnico: Franco Navarro.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net