São Paulo acerta com a Globo: ‘Fizemos um bem para o futebol brasileiro’, diz Ataíde

Divulgação/SPFC

Depois de uma negociação que começava a tomar ares de novela, o São Paulo decidiu na noite da última terça um novo acordo de direitos de televisão para o período de 2019 e 2024 com a Globo. Com o acerto, o clube receberá R$ 60 milhões pela assinatura do contrato, o que permitirá que a diretoria consiga um refresco na crise financeira do São Paulo. Segundo o vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, o futebol brasileiro como um todo será beneficiado com o novo modelo de divisão das cotas de TV.

Leia Mais: BAUZA FOI CAMPEÃO DA LIBERTADORES COM SEGUNDA PIOR CAMPANHA NA FASE DE GRUPOS
KOBE REVELA CONSELHOS DE MICHAEL JACKSON PARA SUPERAR CRÍTICAS: “NÃO MUDE”

“Estamos satisfeitos, são R$ 60 milhões de luvas e são R$ 500 milhões entre os 24 clubes. É uma regra mais racional, seguindo o modelo inglês: 40% divididos entre todos os clubes igualmente, 30% baseado na classificação de cada clube, e os outros 30% na exposição na televisão. Este foi o final da negociação e o importante de tudo isso é que a gente conseguiu colocar esse sistema inglês, que é uma divisão mais equitativa, e acaba aquela diferença, com Corinthians e Flamengo lá em cima, e as demais equipes tendo uma quantia muito mais baixa. Quando você pega 40% e divide entre todos os clubes, vai trazer uma maior competição ao campeonato brasileiro. Estamos satisfeitos e acho que fizemos um bem para o futebol brasileiro, não só para o São Paulo Futebol Clube”, explicou o diretor, em entrevista à ESPN Brasil.

A Globo venceu a concorrência com o Esporte Interativo. O canal, de propriedade da gigante americana Turner, oferecia, pelo mesmo período, de 2019 a 2024, R$ 560 milhões e R$ 40 milhões de luvas. Além de igualar o sistema de divisão da Premier League. No Campeonato Inglês, 50% do dinheiro é dividido de forma igual para todos os clubes, 25% de acordo com o desempenho no torneio, e os outros 25% com base nos índices de audiência.

O dinheiro pelas luvas deve chegar ao São Paulo já nos próximos dias, o que permitirá que a diretoria quite os salários atrasados. Mas o ambiente no Tricolor só terá a paz mantida se os diretores não falharem com seus compromissos. Se isso acontecer, o elenco pode voltar a se rebelar, como fez após a derrota contra o The Strongest-BOL, quando a maior parte dos jogadores fez greve de silêncio.



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo