São Paulo acerta com a Globo

Divulgação/Facebook Oficial São Paulo

O São Paulo Futebol Clube acertou contrato com a Globo para Brasileirão dos anos de 2019 a 2024, para TV fechada. A emissora carioca cobriu a oferta do Esporte Interativo de R$ 60 mi de luvas e R$ 500 milhões pelo contrato.

Com o resultado, a equipe do Morumbi encerra especulações em torno dos direitos de transmissões do clube.

Leia Mais:

São Paulo define nesta terça se assina com Globo ou Esporte Interativo

A decisão foi tomada nesta terça-feira,23, em reunião do conselho deliberativo do clube que se reuniu no Salão nobre do Morumbi. Agora o São Paulo se junta ao Corinthians, Vasco, Botafogo, Cruzeiro e Sport. Os números totais não foram divulgados oficialmente, mas a soma supera os R$ 500 milhões oferecidos pelo EI.

O São Paulo também conseguiu além do reajuste, uma cláusula com a Globo, para TV fechada, em que todo aumento dado para Flamengo e Corinthians, será repassado igualitariamente ao São Paulo.

O grande nome da noite foi de Ataíde Gil Guerreiro. O dirigente foi aplaudido pelos conselheiros por ter conseguido o aumento da Globo nos moldes que o Esporte Interativo propôs. Além do aumento, diminuiu para quase zero a diferença para Flamengo e Corinthians e igualou as condições do clube com os dois rivais.

O contrato não inclui TV aberta, PPV (pay per View, internet) e o São Paulo terá a liberdade para vender a publicidade estática dos jogos. A Globo pagava um valor fixo de R$ 5 milhões, e agora há a possibilidade do São Paulo dobrar o valor vendendo essa publicidade.

O São Paulo ainda negociará a venda dos direitos para TV aberta e PPV à parte. É a primeira vez na história do clube que houve esse tipo de negociação. Isso aumentará o fluxo de caixa do clube e permitirá ao São Paulo a sair do vermelho antes do previsto.

Com o dinheiro das luvas, cerca de R$ 60 milhões, o São Paulo vai reservar para pagar salários de 2016 e despesas extras.

 

 

 



Jornalista. Gosta de abordar sobre futebol e às novidades do mundo na fórmula 1. Atualmente é analista de mídia para Honda S.A.