San Lorenzo encara grupo da morte e sonha com o bicampeonato

Foto: Site oficial San Lorenzo

Campeão da Libertadores em 2014, o San Lorenzo terá adversários de peso logo na estreia da Libertadores 2016. No mesmo grupo do time argentino estão Grêmio, LDU-EQU e o Toluca-MEX.

LEIA MAIS:
Contra o Cobresal, Corinthians defende invencibilidade na altitude
River Plate-URU x Palmeiras: saiba como assistir ao jogo na TV
Ex-Inter é destaque do primeiro rival do Palmeiras na Libertadores

O goleiro Sebastián Torrico, o lateral Julio Buffarini, o veterano meio campista Leandro Romagnoli e o atacante Martín Cauteruccio seguem no elenco do San Lorenzo. Para esta temporada há reforços como o chileno Paulo Díaz, ex-Colo Colo.

Campeão da Supercopa Argentina, o San Lorenzo está em terceiro no Campeonato Argentino, apenas dois pontos atrás do líder Colón. O time de Pablo Guede poderá encontrar na competição o argentino Edgardo Bauza, do São Paulo, que conquistou a Libertadores pelo San Lorenzo em 2014.

Único time do grupo que ainda não conquistou a Libertadores, o Toluca obriga os times a fazer a longa viagem até o México. São cerca de 7,5 mil km entre a cidade mexicana e Buenos Aires. O Estádio Nemesio Díez também é popularmente conhecido como La Bombonera, o mesmo nome da casa do Boca Juniors.

Terceiro colocado no Brasileirão, o Grêmio enfrenta os mexicanos logo na primeira rodada. O entrosamento do time e a permanência de Roger Machado no comando técnico são alguns dos pontos fortes do time gaúcho.

Campeã em 2008, a LDU aposta em nomes como o atacante Daniel Angulo, recém-contratado junto ao Independiente Santa Fé-COL e o técnico Claudio Borghi, campeão da Libertadores como jogador do Argentino Juniors em 1985. A famosa altitude de Quito aparece como uma das armas da equipe equatoriana.

(Foto: Site oficial San Lorenzo)