Saíram do Inter para brilhar: 5 jogadores que se destacaram longe do Beira-Rio

Crédito da foto: Ivan Storti/Santos FC

Parece uma sina. O jogador é contratado pelo Inter, desembarca no Beira-Rio, enche a torcida colorada de esperanças, mas na hora de resolver em campo… E o pior não é isso. Assim que sai do clube e vai jogar em outro lugar, demonstra todo o futebol esquecido em Porto Alegre. Abaixo, listamos cinco jogadores que ilustram perfeitamente a situação. Confira:

Cavenaghi: A passagem apagada pelo Beira-Rio em 2011 foi um ponto fora da curva na carreira do argentino Fernando Cavenaghi, que deu a volta por cima e foi peça importante na conquista da Libertadores de 2015 pelo River Plate. Após a competição, o atacante se transferiu ao APOEL, do Chipre, clube pelo qual marcou 14 gols nos primeiro nove jogos e segue tendo destaque.

Ricardo Goulart: Só Falcão acreditou nele enquanto esteve no Beira-Rio. Dirigentes e torcedores não eram fãs do futebol de Ricardo Goulart, que encontrou no Goiás, em 2012, um espaço suficiente para que pudesse mostrar suas virtudes. Em 2013, iniciou uma grande trajetória no Cruzeiro, sendo peça de destaque no bicampeonato nacional de 2013 e 2014. Em 2015, foi vendido ao Guanghzou Evergrande, da China, e tem sido permanentemente um dos protagonistas da liga local.

: O Jô desinteressado e baladeiro dos tempos de Beira-Rio deu lugar ao Jô compromissado, feliz e goleador no Atlético-MG. Resultado: título da Libertadores de 2013 e gols importantes marcados. No Inter, é bem verdade, Jô sofreu com a titularidade de Leandro Damião e não chegou a ter grande sequência como titular do time. Mas sua conduta fora de campo atrapalhou bastante o rendimento.

Lisandro López: O início de temporada de Lisandro López no Racing obrigam os torcedores colorados a se perguntarem se era esse mesmo jogador que estava no Beira-Rio em 2015. Embora tenha começado bem no Inter na temporada passada, o argentino decaiu muito e pouco acrescentou no segundo turno do Brasileirão. De volta ao Racing em 2016, Licha já acumula um golaço de bicicleta no clássico contra o Independiente fora de casa e um gol e duas assistências na estreia da Libertadores (4×1 sobre o Bolívar).

Lucas Lima: Sem espaço no Inter em 2012, o meia Lucas Lima (foto) foi emprestado ao Sport e na sequência negociado com o Santos, onde passou a demonstrar todo o seu potencial até se tornar um dos jogadores mais valorizados do futebol brasileiro. Para muitos, é o melhor meia em atividade no Brasil. Atualmente, integra a seleção comandada por Dunga.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.