Rogério Ceni revela que, sem Muricy Ramalho, jamais seria ídolo no São Paulo

Rogério Ceni
Getty Images

Rogério Ceni foi um goleiro excelente embaixo das traves, contudo, o fato que sempre chamou a atenção em suas atuações foi a possibilidade de balançar as redes em um jogada de bola parada. Seja em cobranças de pênaltis ou de falta, o camisa 01 era uma ameaça constante aos adversários.

LEIA MAIS:
Miss Brasil-EUa faz sucesso na web com fotos sensuais usando a camisa do Barcelona; confira
Problema na bilheteria fez torcedores do São Paulo assistirem à goelada de graça
5 jogadores que foram muito melhores no São Paulo do que no Palmeiras
Técnico brincalhão “desmaia” ao tentar dominar bola na Inglaterra; assista
Material esportivo: Veja o ranking dos 10 clubes mais bem pagos do mundo
Ex-lutador do UFC é preso por ter plantação de maconha na Inglaterra

Por outro lado, para o torcedor são-paulino, Rogério Ceni era sinônimo de alegria e orgulho, afinal de contas ele é o goleiro que mais marcou gols na história do futebol. Contudo, isso poderia ser diferente se não fosse, como o próprio Mito afirma, a ousadia de Muricy:

“Se não fosse a sua ousadia (de Muricy Ramalho), eu nunca teria cobrado faltas no São Paulo”, disse Rogério Ceni em entrevista ao Esporte Espetacular.

Segundo Muricy Ramalho, a decisão em permitir que Ceni executasse as jogadas de bola parada se deve ao fato de o arqueiro treinar exaustivamente o fundamento.

Crédito da foto: Getty Images