Rio Open: Brasileiro quer aproveitar condições do Rio em duelo contra Tsonga

Reprodução/Facebook

O sorteio da chave masculina de simples do Rio Open 2016 não foi muito generoso com o brasileiro Thiago Monteiro. Pela frente, o cearense terá logo de cara o carismático e badalado francês Jo-Wilfried Tsonga, 9° do mundo e 3° cabeça de chave da competição. Vice-campeão do Australian Open de 2008, Jo está pela primeira vez disputando um torneio no Brasil. Na semana passada, esteve no Aberto da Argentina e caiu na segunda rodada.

Será a primeira vez na carreira que o brasileiro disputará uma partida de um torneio da série ATP. Embora esteja ciente da dificuldade do confronto, que deverá ocorrer já na terça-feira (16), Monteiro prefere não se lamentar. Em entrevista concedida após o sorteio da chave, o brasileiro elogiou o poderoso oponente, mas disse que tentará tirar vantagens do fator local.

“Eu não posso pensar em ficar escolhendo adversário em um evento tão grande como esse. Admiro muito as qualidades doTsonga, um jogador super agressivo, que saca muito bem e gosta de variar os golpes. Será uma grande experiência jogar contra um top 10, logo no meu primeiro ATP, ainda mais sendo no Brasil”, disse.

“Com certeza vou tirar muitas lições. E, claro, também tentarei tirar coisas ao meu favor para o jogo. O clima aqui está bastante úmido. Acredito que nesse ponto estou mais acostumado que ele. Vou buscar algumas armas para me favorecer. Vai ser uma experiência excelente”, acrescentou Monteiro.

Além de Thiago Monteiro, que ganhou um Wild Card (convite da organização dotorneio para entrar direto na chave), outros dois brasileiros representarão o país no quadrante masculino do Rio Open. Thomaz Bellucci encara o ucraniano Alex Dolgopolov, enquanto João Souza, o Feijão, pega o argentino Diego Schwartzman.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.