Relembre como foram as estreias do Corinthians na Libertadores

Getty Images

O Corinthians inicia nesta quarta-feira (17) a trajetória em mais uma edição da Copa Libertadores da América. Será a 13ª vez que o clube da zona leste de São Paulo vai participar do maior torneio da América Latina. Às 21h45 (horário de Brasília), o Timão encara o Cobresal, do Chile, fora de casa, em jogo válido pelo Grupo 8 da competição.

LEIA MAIS:
VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS PARA A ESTREIA NA LIBERTADORES CONTRA O COBRESAL

Relembre como foram as estreias do Corinthians em outras edições do torneio:

1977 – Em sua primeira participação na Libertadores, o Corinthians caiu no Grupo 3, ao lado de Internaciona e dos colombianos El Nacional e Deportivo Cuenca. Em 3 de abril, encarou o Colorado no Morumbi e empatou por 1 a 1. No fim, o Timão encerrou a fase de grupos em terceiro lugar e não se classificou para a próxima fase.

1991 – Na segunda vez que participou da Libertadores, o alvinegro teve outro time brasileiro na estreia: o Flamengo. No dia 20 de fevereiro, as duas equipes empataram por 1 a 1. E o Timão passou para a segunda fase, mas foi eliminado nas oitavas de final pelo Boca Juniors.

1996 –No Grupo 4 ao lado de Botafogo e dos chileos Universidad de Chile e Universidad Católica, o Corinthians começou a caminhada no torneio com o pé direito: derrotou o Botafogo por 3 a 0, com direito a gols de Leonardo, Edmundo e Marcelinho Carioca. Além da vitória na estreia, o alvinegro foi mais longe desta vez: até as quartas de final, onde foi eliminado pelo Grêmio.

1999 – Além de ter sido eliminado nos pênaltis pelo arquirrival Palmeiras nas quartas de final, o Corinthians estreou com derrota na edição 1999 da Libertadores também para o Verdão: em 26 de fevereiro, o Timão perdeu por 1 a 0.

2000 – Em 2000, o Corinthians iniciou a trajetória duelando com o América do México. E o começo não foi dos melhores: perdeu por 2 a 0, fora de casa. E naquele ano, novamente, o alvinegro caiu diante do Palmeiras, nos pênaltis, mas na semifinal.

2003 – A Libertadores de 2003 começou com o Corinthians vencendo o Cruz Azul, do México, por 1 a 0 no dia 5 de fevereiro. Mas o Timão, novamente, parou nas oitavas de final, após perder para o River Plate, da Argentina.

2006 – A exemplo de anos anteriores, o time do Parque São Jorge estreou com vitória. A vítima da vez foi o Deportivo Cali, da Colômbia, que foi derrotado pelo Timão por 1 a 0, fora de casa, no dia 15 de fevereiro. Mas, assim como em 2003, o Corinthians deu adeus à Libertadores nas oitavas de final, após perder para o River Plate.

2010 – Há seis anos, o Corinthians estreou na Libertadores diante do River Plate, do Uruguai. E venceu: 2 a 1, fora de casa. Mas a “maldição” das oitavas de final pairou novamente, e o alvinegro foi eliminado pelo Flamengo.

2011 – Essa corintianos e rivais se lembram bem. O clube foi eliminado pelo Tolima, da Colômbia, ainda na Pré-Libertadores. O início do fim foi um empate por 0 a 0, no Pacaembu, dia 26 de janeiro.

2012 – Desta edição, os corintianos têm as melhores memórias. Afinal, foi o ano em que o Corinthians foi campeão. Mas a caminhada começou com empate. No dia 15 de fevereiro, o alvinegro empatou por 1 a 1 com o Deportivo Táchira, da Venezuela. Na final, o alvinegro foi campeão em cima do Boca Juniors.

2013 – O Corinthians não conseguiu defender o título em 2013. E novamente empatou em uma estreia. No dia 20 de fevereiro, na Bolívia, o alvinegro ficou no 1 a 1 com o San José, em jogo marcado pela morte do menino Kevin Beltrán Espada após ter sido atingido por um sinalizador. E a “maldição das oitavas” apareceu novamente: o Timão foi eliminado pelo Boca Juniors.

2015 – Em 2015 o Corinthians teve, novamente, de disputar a Pré-Libeadores. Diante do Once Caldas, da Colômbia, o alvinegro começou muito bem: no dia 4 de fevereiro, goleou o time colombiano no Pacaembu por 4 a 0. Mas o fim, novamente, foi nas oitavas de final, após o clube do Parque São Jorge cair diante do Guaraní do Paraguai.



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.