Racing tem Boca como grande rival e sonha com fim de tabu de quase 50 anos

Último time argentino a se classificar para a Libertadores 2016, o Racing Club encontra um compatriota logo na fase de grupos: Boca Juniors. O caminho do alvianil ainda tem Bolívar-BOL e Deportivo Cali-COL.

LEIA MAIS:
Contra o Cobresal, Corinthians defende invencibilidade na altitude
River Plate-URU x Palmeiras: saiba como assistir ao jogo na TV
Ex-Inter é destaque do primeiro rival do Palmeiras na Libertadores

A trajetória do Racing para chegar à disputa do torneio continental pela oitava vez começou após um duelo contra o Independiente, que garantiu vaga apenas na Copa Sul-Americana. Sendo assim, o time azul de Avellaneda tenta repetir a façanha dos campeões de 1966.

Logo na estreia, o Racing recebe o Bolívar em casa, no Presidente Perón. O jogo está marcado para o próximo dia 24, às 19h30 (horário local). Na rodada seguinte há o clássico contra o Boca Juniors em La Bombonera e depois a viagem para Cali, que fica a 4.600 km de Buenos Aires. Antes de se enfrentarem pela Libertadores, Racing e Boca jogam no próximo dia 28, pelo Campeonato Argentino.

Com relação ao elenco, o atacante e artilheiro da Libertadores 2015 Gustavo Bou segue no Racing, assim como o veterano Diego Milito. O técnico é o ex-jogador Facundo Sava, que também atuou pelo Boca Juniors e em clubes da Espanha e Inglaterra.