Piffero ironiza vinda de grandes reforços: “Teria que ganhar na Mega-Sena”

Inter
Alexandre Lops / Internacional

O presidente do Internacional, Vitorio Piffero, voltou a jogar um balde de água fria na cabeça dos torcedores colorados que aguardavam um grande nome. Mesmo com a saída de D’Alessandro, a tendência é que o clube não busque um nome “de peso”, segundo análise do próprio dirigente. A busca por um atacante e um meia é vista pela torcida como prioritária para 2016.

LEIA MAIS:

Rival conhecido: Grêmio já enfrentou Toluca duas vezes na história

Estádio de rival do Palmeiras trocou de nome em homenagem a goleiro morto

“Foram três nomes veiculados na imprensa. O Inter teria que ter ganhado na Mega-Sena da Virada sozinho, e ainda faltaria dinheiro”, disse Vitório Píffero em entrevista à rádio Gaúcha. “Estamos permanentemente avaliando. Não vamos fazer loucuras”, garantiu.

Carlitos Tevez, Marcelo Moreno e Darío Conca foram alguns nomes citados como reforços de “grife” para o Inter, conforme reportagem do jornal Zero Hora no domingo. Eles seriam substitutos à altura de Andrés D’Alessandro, que acertou um empréstimo de um ano com o River Plate. O atacante Taison, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, também foi alvo de especulação.

Em campo, o Inter volta ao Beira-Rio na noite desta quarta-feira. O time encara o Avaí, a partir de 19h30, pela segunda rodada da Primeira Liga. O colorado disputa a liderança do grupo B contra o Grêmio, que tem 4 pontos e saldo 1.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.