Para driblar crise da Venezuela, River Plate leva até papel higiênico

Reprodução/ Site oficial River Plate

O atual campeão da Libertadores inicia na noite desta quinta-feira (25) a sua defesa pelo título. Sem Andrés D’Alessandro, lesionado, o River Plate encara o Trujillanos, da Venezuela, fora de casa (na cidade de Valera), a partir das 21h45. O jogo é válido pelo Grupo 1, que, na primeira rodada, teve uma surpresa com a vitória do The Strongest sobre o São Paulo, no Pacaembu.

LEIA MAIS:

Cinco times que tinham tudo para dar certo, mas não vingaram

Mas não é somente o Trujillanos o único adversário do River Plate nesta noite. A cidade de Valera, local da partida entre as duas equipes, é uma das áreas com maior suspeita de zika vírus no país. Muito em função disso, o River espera não ficar mais que 30 horas na cidade. Assim que terminar o jogo, fará um rápido deslocamento de retorno.

Além da preocupação com o zika, a grave crise econômica que assola a Venezuela também preocupa a delegação argentina. Para não ter problemas com o desabastecimento local, o River levou mantimentos e utensílios diretamente da Argentina. Itens como alimentos básicos, repelentes e até papel higiênico “integram” a delegação. Um cozinheiro também viajou com a equipe, segundo informações do periódico Clarín.

Ao mesmo tempo, os jogadores foram vacinados contra a febre amarela antes da viagem e foram instruídos a usarem roupas de coloração clara e procurarem ficar em ambientes fechados.

Repleto de preocupações fora de campo, o River está pronto para iniciar sua caminhada na Libertadores de 2016. Trujillanos x River Plate começa às 21h45, e terá transmissão ao vivo do canal principal do Fox Sports.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.