Opinião: Para o Palmeiras o mais importante foi voltar a vencer

O Palmeiras não apenas venceu, como também aplicou uma goleada fora de casa. O time de Marcelo Oliveira, ainda tem muitos dos defeitos já citados anteriormente por muita gente, que são os chutes diretos, falta de maior presença do meio de campo, entre outros.

A defesa foi bem. No entanto, há que se ter preocupação com Lucas. O camisa 2 chegou a exagerar nas faltas e teve que ser substituído sob risco de levar um novo cartão amarelo e ser expulso. Além disso, os poucos ataques do XV de Piracicaba deixaram claro mais uma vez que Victor Hugo precisa de um companheiro de setor defensivo à altura dele. O camisa 4 sabe jogar defender e também fazer gols.

O fato de ele fazer gols merece um paragrafo à parte. Ele já tem nove somados em sua passagem pelo alviverde e nesta quinta-feira (25), ele não deu o seu costumeiro salto mortal, sob a alegação de que ele pode se contundir ao fazer este tipo de gesto. Entendo e respeito a posição da diretoria e do departamento médico, mas não acho que pegue bem tolher a alegria do momento do gol. O desconto salarial para esse tipo de situação não soa bem. Prefiro que uma expulsão injustificada, como agressão seja descontada do que uma festa por um gol, mas esta é apenas uma opinião.

Outro jogador que merece comentários é Gabriel Jesus. Mais uma vez, ele parecia ser o garoto que joga pelada com os amigos de seu bairro. Desenvolto, solto, à vontade. Aos poucos ele vai mostrando o que sabe e pode fazer e vai voar mais alto sim. O segundo gol dele foi algo que merece ser visto e revisto muitas vezes. Um gol de cobertura como poucas vezes se vê no futebol nacional, incluindo o senso de direção e colocação. Outra coisa boa, que até me fez lembrar de Evair, foi o fato de ele servir bolas para os companheiros, como por exemplo o passe na área para Dudu, que infelizmente não acabou em gol por conta de um impedimento. Fosse eu diretor do Palmeiras, faria de tudo para que ele e Evair conversassem muitas vezes, pois o jovem tem muito a aprender com o matador e ser uma estrela não apenas do Verdão, como do futebol brasileiro.

Por fim, na semana que vem volta a Libertadores e o grupo do alviverde está embolado. Todos somam um ponto, com Palmeiras e River Plate-URU na frente pelo maior número de gols marcados. O momento é de fazer resultados em casa, e um triunfo na próxima semana com o Rosario Central já vai deixar um horizonte mais tranquilo pela frente.

Foto: Cesar Grecco/Ag. Palmeiras