Opinião: O dia “D” de Marcelo Oliveira no Palmeiras

Marcelo Oliveira
Crédito da foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras

Com rumores de uma possível demissão em caso de derrota no jogo de hoje contra o River-Plate-URU, em Montevidéu, pela Libertadores, o técnico Marcelo Oliveira tem o dia “D” no comando do Palmeiras.

LEIA MAIS:
Conselheiros do Palmeiras alertam para demissão de Marcelo Oliveira em caso de derrota;
Quatro jogadores do atual elenco do Palmeiras que são campeões da Libertadores

O ano não começou nada bem para Marcelo Oliveira. O treinador do Palmeiras está muito pressionado. Grande parte dos torcedores, além de alguns conselheiros do clube, já não acreditam mais no treinador bicampeão brasileiro e campeão da Copa do Brasil.

A desconfiança vem desde o segundo semestre de 2015, quando o time sofreu uma queda de produção na reta final do Campeonato Brasileiro. Devido a essa pressão, o presidente Paulo Nobre, já considera a demissão do treinador. Segundo a Rádio Bradesco Esportes FM, a demissão ocorreria hoje caso o resultado seja desfavorável, pois além da vitória importa para a diretoria alviverde.

O nome mais cotado para assumir o posto de treinador do Palmeiras é o de Cuca, que já foi desejo da torcida alviverde após a demissão de Oswaldo de Oliveira, mas na época preferiu continuar no futebol chinês. Hoje desempregado, tem grandes chances de retornar ao futebol brasileiro para assumir o atual campeão da Copa do Brasil.

Hoje será colocada à prova a competência de um dos treinadores mais vitoriosos dos últimos anos do futebol brasileiro, Marcelo Oliveira, como ele mesmo gosta de afirmar, não ganhou títulos na loteria, mas seria possível o treinador ter “perdido a mão”?

Será possível que um treinador que ganhou três títulos nacionais em três anos consecutivos, tenha esquecido o que o consagrou no Cruzeiro? Um time com uma consciência tática incrível, um sistema de jogo ofensivo, volantes chegando, marcação forte e um ataque feroz, com faro de gol.

O Palmeiras tem um elenco tão bom, ou até melhor que o do Cruzeiro da época dos dois títulos nacionais.  O dia “D” de Marcelo Oliveira…espero que esse “D”, nao seja o “D” de derrota, pois o treinador está com a corda no pescoço, e nada além da vitória importa hoje.