Opinião: O Corinthians não pode se iludir com o bom início de 2016

São Bento x Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O reformulado Corinthians bateu o São Paulo (2 a 0), na tarde do último domingo, na Arena, e obteve a quarta vitória seguida no Paulistão, mantendo os 100% de aproveitamento. Assim como nos triunfos sobre XV de Piracicaba e Capivariano, a equipe jogou para o gasto, porém, mostrou eficiência, aproveitando as raras chances para balançar as redes.

LEIA MAIS:
Torcida do Corinthians exibe faixas de protesto e Majestoso chega a ser interrompido 
Após mais uma vitória, Corinthians provoca o São Paulo: “CPF na Nota?”

Seis titulares hexacampeões brasileiros deixaram o clube rumo ao futebol internacional. O mais prejudicado com isso tudo foi o competente Tite, que mais uma vez se viu obrigado a reconstruir o time a partir da perda de peças importantes.

A reposição foi feita, porém, alguns jogadores ainda sofrem com a adaptação.

De positivo, o “novo” Corinthians mantém a consistência defensiva. Não há dúvidas que o alvinegro tem a defesa do Brasil. A maior parte disso se deve ao seu comandante. Felipe e Yago formam uma dupla de zaga muito interessante. O paraguaio Balbuena, novo reforço, vai ter que suar a camisa para conquistar o seu espaço. Todos os atletas de linha ajudam na marcação.

Sem Jadson e Renato Augusto, negociados com o futebol chinês, o time perdeu poder de criação no meio de campo e passou a errar muitos passes, algo normal para quem busca um melhor entrosamento. Contra o São Paulo, o Timão finalizou apenas seis vezes ao gol adversário (três chutes certos* dados Footstats) e fez dois gols. Vale dizer que o primeiro gol só saiu devido a falha bisonha do zagueiro Lucão. O primeiro tempo ficou marcado pela baixa produção ofensiva.

Na etapa final, o time voltou com postura mais cautelosa e chamou o São Paulo para o seu campo de defesa. Cássio evitou o empate com grandes defesas. Nos minutos finais, numa das raras chegadas ao ataque, o alvinegro liquidou a fatura com o gol de cabeça do zagueiro Yago.

O Corinthians ainda está longe do ideal. Tite terá muito trabalho para colocar a equipe na rota das conquistas, sobretudo no primeiro semestre. Como diz aquele velho ditado: “Canja de galinha não faz mal a ninguém”.

Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)