Vôlei Nestlé ajuda a salvar time que estava sendo bancado por treinadora

Foto: João Neto/Fotojump

Os momentos de dificuldades passadas pela equipe de Araraquara, líder da Superliga B, para manter o investimento no time acabaram. Com a ajuda do técnico do Vôlei Nestlé, Luizomar de Moura, a marca vai ajudar a equipe do interior até o final da temporada.

LEIA MAIS:

Líder da superliga B, time de vôlei perde patrocínio e treinadora arca com os custos do próprio bolso
Opinião: “Caçulas” Esporte Interativo e Redetv tratam o voleibol como profissional

As conversas entre o técnico da equipe de Osasco e a trainadora Sandra Mara Leão começaram quando as notícias sobre o fim do projeto saíram na imprensa. Líder da Superliga B, a equipe de Araraquara está invicta na competição ficou sem seus dois principais patrocinadores, a Uniara e a marca esportiva Lupo.

“Lamentei quando soube que poderiam abandonar o campeonato por falta de apoio. Conheço o projeto desde o início e sei que é muito organizado. Admiro pela luta dos profissionais envolvidos e também por juntar educação com esporte”, revelou o treinador do Vôlei Nestlé.

Após as conversas com a treinadora, Luizomar entrou em contato com o seu atual patrocinador, a Nestlé, que diante da situação do time de Araraquara resolveu ajudar a equipe, como confirma André Barros, Gerente Executivo de Marketing Esportivo e Operações da Nestlé Brasil.

Para marcar a ajuda da multinacional, um jogo amistoso entre Vôlei Nestlé e Araraquara foi marcado para a próxima terça-feira, em Araraquara, às 19h. Andre Barros falou sobre a importância de apoiar o projeto. “Muito feliz em poder colaborar por meio do Vôlei Nestlé e desse jogo amistoso, para que o time de vôlei de Araraquara mantenha seu projeto até o final dessa Superliga B. Faz bem ver que apoiar o esporte vai muito além de simplesmente colocar uma marca na camisa”, falou.

Para a técnica do Sandra Mara Leão, uma das principais responsáveis pela manutenção do time acredita que iniciativa irá ajudar a equipe até o fim da temporada. “Essa atitude renovou os ânimos para continuarmos nossa caminhada. Ele e a Nestlé reacenderam nossa esperança e ficamos muito felizes com o olhar especial que tiveram conosco”, concluiu.

No amistoso envolvendo as duas equipes será cobrado o valor de R$ 10,00 o valor do ingrego para a parida. O valor arrecadado ficará com a equipe do interior paulista.

Foto: João Neto/Fotojump