Michel Bastos desabafa após gol contra o Novorizontino: “Não vou mais rebater nada”

Rubens Chiri/saopaulofc.net

O meia Michel Bastos abriu a caminho da vitória do São Paulo sobre o Novorizontino por 2 a 0, nesta quarta-feira (24), no Pacaembu, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Após balançar a rede, de pênalti, no primeiro tempo, ele resolveu desabafar sobre as críticas que vem recebendo dos torcedores sobre seu futebol, bastidores nos vestiários e vida pessoal.

VEJA MAIS
ORGANIZADA DO SÃO PAULO LEVA APITOS PARA VAIAR MICHEL BASTOS E IRONIZA GOL DO JOGADOR

“A vontade é grande de ajudar a equipe. É o que sempre procuro fazer, é o jeito de trabalhar. Não é porque estão acontecendo certas coisas que tenho de mudar. Independente de qualquer coisa, vou dar o meu melhor para ajudar a equipe do São Paulo”, desabafou aos jornalistas na saída para o intervalo. Antes dele fazer o gol, alguns são-paulinos das torcidas organizadas “pegaram no pé” do jogador ao apitarem toda vez em que ele pegava na bola.

E o meio-campista diz estar sendo injustiçado. “Eu não vou mais rebater nada. A última vez que fiz isso fui mal interpretado. Cada um cobra do jeito que quer. A partir de hoje, independente de quem vaiar ou aplaudir, vou trabalhar para ajudar a equipe. Fico triste porque gostaria de saber a razão disso. No São Paulo, a cobrança é grande e tenho de saber viver com isso. A resposta tem de ser dada dentro de campo”, lamentou.

Sobre a comemoração do tento marcado, em que ele chamou todos os companheiros de time para o abraçarem, Bastos reforçou que a equipe está unida. “A comemoração no gol foi uma maneira de mostrar que o grupo está unido. Escutamos um monte de coisas que não existem. Nada adianta ficar falando, tem de mostrar, é o que fizemos. O grupo está fechado”, explicou.



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.