Marcelo Oliveira explica alterações no time titular do Palmeiras

Palmeiras x Linense
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras estreou na Copa Libertadores da América nesta terça-feira, diante do River Plate-URU e voltará com apenas um ponto na bagagem. Mas o empate por 2×2 foi apenas um dos assuntos da coletiva do técnico Marcelo Oliveira após a partida. O que mais chamou atenção foram as mudanças do treinado no time titular.

Marcelo surpreendeu e colocou Thiago Santos e Erik nas vagas dos titulares Robinho e Gabriel Jesus. Durante a coletiva, o técnico explicou a mudança e rechaçou uma possível insatisfação dos jogadores.

“Falamos na preleção do sentido de equipe que tem de ter. Por mais que seja cultura do futebol brasileiro, todos estão aqui para jogar. Acho que é a sensação ruim de duas vezes estar na frente. Sempre digo aos jogadores que temos concorrência. São 30 jogadores, na Libertadores, só sete no banco. Alguns podem ficar fora. A jogador querer jogar é natural, importante. É mostrar ao técnico que está capaz. Podemos usar um fora, outro em casa. A minha função é olhar o time, sempre procurando acertar da melhor forma” analisou Marcelo.

O técnico também falou sobre a mudança do 4-2-3-1 para o esquema com três volantes. “Podemos fazer das duas formas, estamos jogando, não marcando tanto, sem impor tanto com dois volantes. A ideia foi fazer o jogo com a marcação forte, utilizar a velocidade na saída de bola. Algumas vezes foi bom, depois com o Robinho ficou mais leve. Podemos usar das duas formas, criar situações para cada jogo.”

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, diante do Santos, no Allianz Parque. A partida marcará o primeiro reencontro entre as equipes após a final da Copa do Brasil.