Jonas: o brasileiro que conquistou Portugal e a Europa

(Miguel Nunes/ASF)

O brasileiro que conquistou Portugal está prestes a marcar seu nome também na história da Europa, o atacante Jonas chegou a incrível soma de 23 gols na última rodada do Campeonato Português (Primeira Liga) e igualou seus números ao do argentino Higuaín, do Nápolis, na briga pela Bola de Ouro do velho continente. Desde a temporada de 2001/2002, um jogador que disputa a principal competição daquele país esteve tão próximo de receber o troféu de melhor atacante do continente.

Além de levar a Águia à liderança provisória da competição, o jogador se consolidou no futebol português. Jonas já é o maior artilheiro da Primeira Liga dos últimos 15 anos; o brasileiro tem 23 gols em 21 jogos e se aproxima da histórica marca de Mário Jardel, que na temporada de 2001/2002 somou 42 tentos, 19 deles apenas no primeiro turno da Liga.

Para os comentaristas esportivos do país, é muito difícil para o atacante quebrar tal recorde, no entanto, apostam que ele vá conseguir bater a marca do último artilheiro benfiquense em um campeonato nacional. O triunfo pertence à Mats Magnusson, que anotou 33 gols na temporada de 1989/1990. A Liga tem ainda pela frente mais 13 jogos, se Jonas continuar mantendo a atual média de um gol por partida, o brasileiro deve terminar a competição com 36 gols.

Os portugueses têm no atacante, ex-Grêmio, Santos e Portuguesa, a esperança de ver novamente o futebol do país sendo representando na elite do continente europeu. A última vez que o campeonato de Portugal contou com o maior artilheiro da Europa foi justamente com Jardel, ou seja, há 15 anos. Neste período, apenas o mito Cristiano Ronaldo, com o Real Madrid, foi capaz de levar as cores de Portugal ao pódio da Bola de Ouro.

(Foto: Miguel Nunes/ASF/ BELENENSES BENFICA)



Escritor e jornalista, autor do romance 'O cachorro, o rato e a paixão' e do 'Projeto Demo: Histórias que viram estórias'. Formado em jornalismo pela Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande (MS), atualmente trabalha no jornal semanário e online O Liberdade. Palmeirense mesmo após um 5 a 1.