Futebol Paulista: Presidente da Francana lamenta desistência da Segundona

Em sua página oficial no facebook, a Associação Atlética Francana anunciou que não vai disputar a Segunda Divisão do Campeonato Paulista deste ano. Em reunião com toda a diretoria, a Veterana não encontrou solução para driblar a crise e, portanto, ficará sem atividades essa temporada.

LEIA MAIS:
Tradicional clube do interior paulista fica inativo em 2016
Série A3: Comercial empata e conquista o primeiro ponto com gol de estreante
Série A1: Botafogo sofre pressão no final e deixa vitória escapar nos acréscismos

Em entrevista à rádio CMN|Jovem Pan, de Ribeirão Preto, no último sábado (06), o presidente da Francana, Anderson Pereira Silva, afirmou que o clube tentou parcerias com outras equipes, inclusive com o Botafogo-SP, mas não houve acerto. A proposta ao Pantera, segundo o cartola da Veterana, era de usar jogadores da base que disputaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior e não seriam ‘utilizados’ na temporada.

“Tentamos mais de uma vez. A falta de patrocínio, parceria e apoio foram umas das principais causas. Agora o momento será de planejamento, cabeça no lugar e pés no chão. Não faremos nada que ultrapasse nossa receita. Vamos começar de baixo para crescer forte” disse o presidente.

Silva ainda revelou que as categorias de base estão nos planos que a diretoria dará andamento ao decorrer deste ano. “Primeiro, vamos criar um novo departamento de futebol. Sentimos falta de uma base para o clube. Se tivéssemos jovens jogadores, até poderíamos pensar em entrar na competição, mas está em cima da hora”, afirmou.

“Esse ano ficaremos fora, mas ano que vem entraremos fortes. Todo o esforço e trabalho deste momento serão recompensados apenas no ano que vem, período que marcará nosso retorno ao cenário do futebol paulista”, declarou Silva. A Francana não disputará nenhuma competição esta temporada, mas deve iniciar atividades com as categorias de base.

Foto: Reprodução|TV Família Verzola



Ribeirão-pretano com orgulho e apaixonado por todas as modalidades esportivas. Jornalismo esportivo é uma das paixões que carrego em meu peito. Sonhar é o que mantém o Homem vivo. "O Homem não morre quando deixa de existir, e sim quando deixa de sonhar".