Ex-joia da base palmeirense critica ídolo: “Pelo pouco que convivi, não merecia estar lá”

Crédito de imagem: Divulgação/ Site oficial Sport Club Atibaia

Em entrevista ao ESPN.com.br Romarinho, ex-promessa do Palmeiras, fez críticas a antiga diretoria e ao ídolo do clube César Maluco. O jogador era a maior “joia” palmeirense quando atuava pelo sub-17, mas não chegou a jogar no profissional. A causa do fracasso foram as baladas e a falta de preparo emocional.

LEIA MAIS: TEVEZ É UMA BOA OPÇÃO PARA O PALMEIRAS NO MEIO DO ANO, ENTENDA

O ex-jogador César Maluco era diretor da base na época em que Romarinho atuava pelo Palestra. César Maluco chegou a dizer publicamente que o garoto era arrogante e indisciplinado. Sobre o ídolo Alviverde Romarinho disse ao ESPN.com.br: “Ele não fede nem cheira. Ficou tão pouco tempo lá que não significou nada. Como jogador, marcou. Mas como dirigente não merece nem a quarta divisão. Pelo pouco que convivi, não merecia estar lá”.

Romarinho também criticou a diretoria da época, ele afirmou que as pessoas que comandavam não estavam preparadas. Essa declaração foi um dos motivos dele deixar o clube. No entanto o jovem jogador fez questão de elogiar a gestão atual. “Essas pessoas da minha época não estão mais lá, e é por isso que o Palmeiras está bem como está. A mudança vem de cima para baixo. Quem está na base hoje diz que tudo mudou há algum tempo. O Paulo Nobre é um baita presidente”, comentou.

Hoje Romarinho está com 21 anos e vive uma segunda chance na equipe do Sport Club Atibaia, que disputa a séria A3 do Campeonato Paulista.