Enquete: 64% dos internautas acham que não houve machismo em desfile do novo uniforme do Atlético-MG

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

A polêmica do desfile de lançamento dos novos uniformes do Atlético-MG ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (23). Em enquete feita pelo Torcedores.com entre 16 e 23 de fevereiro, os internautas acham que não houve machismo no evento organizado pelo Galo e pela Dry World, nova fornecedora de material esportivo da equipe.

VEJA MAIS
LANÇAMENTO DE UNIFORME DO ATLÉTICO-MG É ALVO DE CRÍTICAS POR MACHISMO
BIZARRO! DOIS JOGADORES DO ATLÉTICO-MG JOGAM COM CAMISA DIFERENTE DOS DEMAIS

Ao todo, 112 votos foram computados durante o período e 64% dos torcedores classificaram normal a ação em que as modelos atleticanas desfilaram com biquíni, apenas com a camisa do time. Já 36% dos votantes não gostaram da exposição das mulheres na passarela e viram-as como “objeto” dos organizadores.

Entenda a polêmica

O blog CAMikaze repudiou o evento e acusou os organizadores de sexismo e objetificação da mulher. “Modelos femininas foram expostas de maneira objetificada, vestindo trajes de banho e lingeries, de maneira apelativa, em um evento de finalidade esportiva. Não podemos aceitar que a imagem feminina seja tratada como peça de enfeite de estádio”, disse a blogueira Elen Campos.

Porém o contraponto foi exposto pelo jornalista Rica Perrone, em sua página no Facebook: “Enfim entenderam o público alvo do futebol. Só falta agora tirar os caras de cueca deitados dos anúncios de cueca”, escreveu Perrone, que acabou fortemente criticado pelo comentário, mas que manteve seu posicionamento mesmo com inúmeros xingamentos.

Acompanhe abaixo ao resultado completo da pesquisa:

enquete_polemica_uniforme_atletico-mg



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.