Dirigente explica porque faltou luz no Beira-Rio três vezes durante partida

Mauro Vieira/Fatopress/Folhapress

O Internacional recebeu o Veranópolis, no estádio Beira-Rio, pelo Gauchão, e acabou perdendo para o time do interior. O placar de 2 a 1 chamou a atenção, mas o mais inusitado foi os três apagões de luz que ocorreram durante a partida.

VEJA MAIS

GOLEIRO ALISSON “IMITA” NEUER E SE DÁ MAL; ASSISTA O LANCE

BEIRA-RIO SOFRE APAGÕES E TORCIDA FAZ SHOW DE LUZES COM CELULARES; CONFIRA

O vice de patrimônio do Internacional, Emídio Marques Ferreira, explicou os motivos por ter faltado luz três vezes no Estádio Beira-Rio. Segundo o dirigente, as quedas ocorreram exatamente no horário de pico para a CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica): entre às 19h até às 20h. O alto consumo nas casas, com ar condicionado, tv, chuveiro elétrico, eletrodomésticos, e mais toda energia necessária para manter o estádio, fez com que houvesse uma instabilidade na energia elétrica.

De acordo com o dirigente Emídio Marques, o Inter irá tentar buscar maneiras de regular a energia elétrica no Beira-Rio, para que não ocorro mais instabilidades. E a outra medida que o clube irá tomar é: saber porque os geradores, que segundo o vice, foram importados da Holanda, não foram acionados durante a queda de luz.

Foto:



Lucas Bubols é estudante de Comunicação Social – Jornalismo,tem passagem pela Fatto Comunicação e pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação, onde trabalhou na produção do programa Os Donos da Bola RS e em suas respectivas redes sociais. Atualmente compõe a equipe do G1 da RBSTV de Porto Alegre. Nasceu e vive na capital gaúcha, Porto Alegre, escrevia para o Conexão Grenal e para seu blog, que passa por reformulação.