Cruzeiro divulga nota sobre situação de Willian e nega saída

Foto: Reprodução

Cruzeiro divulgou neste sábado (6) uma nota oficial que desmente possibilidade de saída de Willian para mercado chinês e afirmou que informações sobre lesão do atacante são falsas.

A diretoria do Cruzeiro rechaçou qualquer possibilidade de Willian estar tratando sua transferência para o mercado chinês e desta forma também negou que o atleta teria forjado uma lesão para não atuar mais pela Raposa enquanto estaria negociando sua transferência para o time de Mano Menezes, o Shandong Luneng. As falsas informações teriam partido de um blog.

LEIA MAIS: 
Cruzeiro diminuiu despesas salariais pela metade
Marciel deve ter mesmo espaço no Cruzeiro que teria no Corinthians

Willian foi cortado da partida contra a Tombense pela segunda rodada do Campeonato Mineiro na última terça-feira por conta de uma lesão na coxa esquerda. Segundo o site oficial da Raposa, Willian não deverá desfalcar a equipe por muito tempo.

Confira a íntegra da nota divulgada pelo site oficial do Cruzeiro:

Nota de esclarecimento

O Cruzeiro Esporte Clube vem a público refutar a versão absurda vinculada nas últimas horas que o atacante Willian teria forjado uma lesão porque estaria prestes a ser negociado. 

A informação caluniosa é um desrespeito aos profissionais do departamento médico do Cruzeiro, a todos os diretores e funcionários do Clube e também a nossa torcida.

A diretoria do Cruzeiro tem trabalhado com enorme transparência, colocando a opinião pública sempre informada das negociações que envolvem nossos atletas com grande clareza.  Insinuar que um profissional com a respeitabilidade do atacante Willian simulou uma lesão é um gesto de total falta de responsabilidade. Assim como também não é verdade que o Clube estaria negociando nesse exato momento a venda de nenhum de nossos jogadores com qualquer equipe da China.

Caso surja algum fato concreto, o Cruzeiro terá novamente a preocupação de tornar pública a possibilidade de negociação, da mesma forma como a atual diretoria tem agido nos últimos meses.

Foto: Reprodução