Cruzeiro afirma que insistência em deixar o clube foi motivo para Gabriel Xavier ser emprestado

Foto: Vinnicius Silva/Light Press

O empréstimo de Gabriel Xavier do Cruzeiro para o Sport, consolidado na tarde desta segunda-feira, não era exatamente o plano do time mineiro. Depois do anúncio, a diretoria da Raposa revelou que não foi a primeira vez que o meia pediu para deixar o clube e que, diante da insistência, o pedido foi aceito.

“Ele está no Cruzeiro há pouco mais de um ano, desenvolveu um bom trabalho, teve algumas oportunidades, mas vinha percebendo que não teria muito espaço neste ano para brigar. Já houve uma situação semelhante em dezembro, quando ele nos pediu para ser emprestado e o Cruzeiro não aceitou, porque entendia que isso não fazia sentido, não era o momento”, afirmou Thiago Scuro, diretor de futebol do clube.

“Agora isso foi recorrente. O atleta procurou o Deivid no intuito de que o Cruzeiro o emprestasse para essa oportunidade no Sport. Então, observando as opções que a gente tem para a posição e entendo que o atleta não estaria satisfeito aqui no clube, nós optamos por conceder o empréstimo e liberá-lo para o Sport”, completou.

Segundo Scuro, o Sport será o responsável por todo o salário do jogador. “O Sport está pagando pelo empréstimo e não tem a opção de compra. O Sport está pagando 100% do salário do atleta”, disse para, em seguida, citar que o retorno do meia é possível, mas que a atitude de momento não foi das mais agradáveis.

“Então, independente do que aconteça, é uma decisão do Cruzeiro ele retornar ou não. É muito importante que todo profissional dentro do Clube esteja feliz e contente em vir trabalhar todo dia. A partir do momento que aconteceu o segundo pedido do Gabriel para ser emprestado, a gente entendeu que não fazia sentido lutar contra um desejo do atleta”, finalizou.

Xavier marcou apenas um gol pelo Cruzeiro – no primeiro clássico contra o Atlético-MG pelo Brasileiro de 2015, em vitória por 3 a 1.

Foto: Vinnicius Silva/Light Press



Jornalista esportivo.