Cinco motivos para o Palmeiras não liberar Allione para a dupla Gre-Nal

Divulgação/Palmeiras

De um lado, o Inter segue em busca de um meia de criação para ocupar a vaga deixada por D’Alessandro, que jogará no River Plate em 2016. Do outro, o Grêmio ainda quer reforçar o setor de meia cancha para fortalecer o grupo de olho na Libertadores. A bola da vez para as duas equipes é Agustín Allione, meia argentino do Palmeiras, ainda com futuro incerto no alviverde.

LEIA MAIS:

Novo reforço do Grêmio já infernizou o Inter na Libertadores

Na última semana, os dois gigantes do Rio Grande do Sul foram apontados como possíveis destinos do jogador. Mas confira neste post cinco motivos pelos quais o Palmeiras NÃO deve liberar Allione nem para Inter e nem para Grêmio.

CARÊNCIA NO GRUPO

Sem Valdivia desde a metade do ano passado, o Palmeiras ainda não encontrou o seu grande maestro. Vários candidatos surgiram, mas poucos convenceram. Fellype Gabriel e Cleiton Xavier decepcionaram pela falta de regularidade. Moisés e Régis, contratados para essa temporada, poderão mostrar serviço, mas não seria aconselhável desperdiçar um jogador como Allione, que além da habilidade, já demonstrou poder exercer mais de uma função de meio. No mínimo, sua permanência geraria uma sadia concorrência.

NÃO REFORÇAR RIVAIS

Campeão da Copa do Brasil de 2015, o Palmeiras está garantido na Libertadores de 2016 e certamente entra no torneio com grandes aspirações. O Grêmio, da mesma forma. De volta ao torneio continental, o tricolor quer fazer bonito e justamente por isso ainda busca mais reforços, como Allione. Não faria sentido o alviverde liberar o atleta para um time concorrente no principal objetivo do ano.

EXPERIÊNCIA SUL-AMERICANA

É justamente por estar de volta à Libertadores que o Palmeiras deve valorizar os atletas estrangeiros que têm no elenco. Allione é um deles e construiu toda a sua carreira jogando no Velez, da Argentina, um dos principais times do continente. O fato de conhecer mais proximamente os rivais, os estádios e até mesmo a língua espanhola surgem como fatores que pesam a favor da permanência do meia.

LUCRO

É o típico caso de dar um passo atrás para dar dez à frente depois. Segurando Allione agora, o Palmeiras poderá faturar mais em uma venda mais adiante, ainda mais se caso Marcelo Oliveira utilizá-lo em jogos importantes, como na Libertadores, por exemplo.

INTER MAIS FRACO

Se o motivo de não liberá-lo para o Grêmio é a concorrência na Libertadores, no que diz respeito ao Inter a concorrência é no âmbito nacional. Vale lembrar o equilíbrio do confronto entre Palmeiras e Inter pelas quartas de final da Copa do Brasil de 2015. O Brasileirão, que o Inter já não vence desde 1979, também será objetivo do Porco para essa temporada.

Foto: César Greco/Ag.Palmeiras

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.