Cinco motivos para o Inter lamentar a perda de Allione

Palmeiras
Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

A duradoura novela entre Allione, Palmeiras e Internacional teve um desfecho nesta terça-feira (23). O clube paulista rejeitou os R$ 8 milhões por 50% do passe oferecidos pelo colorado, que desistiu da negociação após a recusa palmeirense. No entanto, o Inter seguirá em busca de um meia para reforçar o seu elenco. Nesse post, veja 5 motivos para os torcedores colorados lamentarem a perda de Allione.

Substituto para D’Alessandro

No início de fevereiro, o Inter perdeu o seu grande líder e capitão Andrés D’Alessandro, que há sete anos e meio era a referência técnica no meio campo da equipe. D’Ale optou por voltar ao River em 2016. Desde então, há uma lacuna no time comandado por Argel Fucks. Allione, elogiado pelo próprio Argel, seria um potencial candidato para a vaga.

Velocidade

Uma das principais críticas direcionadas ao time de Argel Fucks em 2015 era a falta de velocidade no ataque. No Vélez e nas raras aparições que teve no Palmeiras, Agustín Allione demonstrou ser um jogador de ótima mobilidade e facilidade para atuar nos lados do campo.

Desfalcar um rival

Ainda que não esteja sendo muito utilizado por Marcelo Oliveira, Allione tem futebol e qualidade para despontar em outras equipes. Caso viesse ao Inter, seria um nome para agregar qualidade ao grupo, que nesse ano tem o grande objetivo de focar nas conquistas nacionais, seja no Brasileirão ou na Copa do Brasil – competições em que o Palmeiras é um rival direto.

Volta de um estrangeiro

Depois de muitos anos, o Inter ficou sem nenhum estrangeiro no seu elenco. D’Alessandro era o último e se transferiu para o River Plate. Em suas grandes conquistas, o colorado sempre teve no mínimo um representante de fora do país. Sem contar a questão “bola” e levando em consideração apenas a mística, Allione já teria grande utilidade.

Divisão de responsabilidade

Nos últimos jogos, Argel vem promovendo a entrada de jovens como Alisson Farias, Andrigo e Aylon. Até então, os meninos estão dando conta do recado, embora os jogos do Gauchão não sejam tão exigentes quanto os que virão pela frente na temporada. Allione, mesmo aos 21 anos, já tem certa rodagem e a prova disso é a sua presença em clubes como Vélez e Palmeiras.

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.