Brasileira que se destacou na São Silvestre é pega no exame antidoping

Cruzeiro
Fotos: Tião Moreira e Cruzeiro/Divulgação

A maratonista Sueli Pereira, brasileira mais bem colocada na última corrida São Silvestre, que ficou na 4ª posição, foi pega no exame antidoping realizado após a prova. No teste, foi identificado o uso de EPO – um hormônio chamado Eritropoietina, que aumenta a oxigenação do sangue.

LEIA MAIS:
Rafael Feijão perde mais uma e pode ser demitido do UFC
Miss Brasil-EUA faz sucesso na web com fotos sensuais usando a camisa do Barcelona; confira
Vanderlei Cordeiro revela frustração com Olimpíadas: “Queria o ouro”
Material esportivo: Veja o ranking dos 10 clubes mais bem pagos do mundo
Ex-lutador do UFC é preso por ter plantação de maconha na Inglaterra

Segundo informações do Blog do Ohata, “a atleta abriu mão de utilizar nos dois casos a prova “B”, que deve “bater” com o resultado original para dirimir qualquer possibilidade de erro. A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) foi notificada dos dois casos, como é de praxe”.

“Vamos combater com o máximo rigor o uso de EPO por atletas no Brasil, que põe em risco não apenas a integridade das provas, mas do bem-estar dos atletas”, disse Marco Aurelio Klein, secretário nacional da Autoridade Brasileira de Controlo de Dopagem, ao ser questionado pelo blog sobre o combate à EPO.

Fotos: Tião Moreira e Cruzeiro/Divulgação