Boca Juniors está em crise e pode trocar de treinador

Foto: Departamento de Prensa de Boca Juniors

Após o sétimo jogo do ano sem vitória, toda imprensa argentina especula a saída do jovem treinador Rodolfo Arruabuerrena do Boca Juniors e a chegada do ídolo da torcida xeneize Guillermo Barros Schelotto em seu lugar.

LEIA MAIS:
Latinão: Preparativos finais para a estreia na Libertadores

O treinador, que está no comando do clube desde a saída do multicampeão Carlos Bianchi em 2014, não convence e amarga derrotas atrás de derrotas. O fraco desempenho e a derrota em pleno La Bombonera para o pequeno Atlético Tucumán, no último domingo, culminou em protestos de alguns torcedores.

Segundo o site argentino Olé, nas próximas horas, a diretoria irá se decidir sobre a permanência ou não do treinador no comando da equipe.

Após excelente passagem no Lanús, onde foi campeão da Copa Sul-americana. Schelotto foi contratado pelo Palermo, da Itália. Entretanto, o argentino não conseguiu obter a licença para trabalhar em solo europeu. Sem o aval da Uefa, o argentino teve que sair, após um mês na equipe italiana e somente cinco partidas.

Arruabuerrena tem 70 jogos no comando do Boca Juniors, com 45 vitórias, 12 empates e 13 derrotas. No entanto, o que preocupa a torcida são os resultados ruins em clássicos – em dez partidas tem somente três vitórias. Na última semana, foi massacrado pelo San Lorenzo por 4 x 0, jogo válido pela Supercopa Argentina.