Amor à camisa? Entenda porque é melhor para o Robinho jogar no Atlético-MG

Getty Images

Atlético-MG e Santos disputam a contratação do experiente atacante Robinho para a temporada de 2016. E enquanto o Peixe tenta levar a melhor porque conta com o amor do jogador pelo clube, o Galo usa todo seu poder financeiro para convencer o rei das pedaladas a jogar em Minas Gerais.

LEIA MAIS:
Jô pode ser repatriado pelo Atlético-MG, segundo site
Com indicação de Aguirre, Atlético-MG sonda Valdivia, ex-Palmeiras
Presidente do Atlético-MG praticamente descarta Rafael Moura

E pra você, onde o Robinho deveria escolher jogar em 2016? Nós do Torcedores.com enumeramos alguns fatores que explicam e ajudam a entender porque o atacante deveria optar por jogar no Atlético-MG nesta temporada.

  1. Aos 31 anos, Robinho se aproxima do fim de sua carreira e precisa sim pensar no lado financeiro, mesmo após o contrato milionário que tinha na China. Se o Santo não tem condições de pagar o salário pedido pelo jogador, ponto para o Galo.
  2. Para um jogador em final de carreira, nada melhor do que conquistar títulos importantes, e isso só será possível com a camisa do Atlético, que é apontado como um dos favoritos para conquistar a Libertadores e o Brasileirão. Enquanto isso, o Santos deve ficar “apenas” com o Paulistão.
  3. Protagonismo. No Santos, Robinho – apesar de toda idolatria da torcida -, seria apenas mais um em um elenco com Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel. Já no Atlético-MG, ele teria a mesma função que Ronaldinho Gaúcho exerceu em 2013, quando o Galo conquistou a Libertadores, ser líder, ser o protagonista, ser o cara do time.
  4. Parceria com a Dryworld. Robinho pode ter, aos 31 anos, uma parceria com uma empresa de material esportivo, mas para isso, precisa aceitar jogar no Galo. Não podemos negar o quanto o Atlético foi esperto com essa cláusula, mas além de ser bom para a equipe mineira, seria excelente para o jogador.
  5. Todo mundo sabe que atuar em alguma equipe do eixo Rio-São Paulo é completamente diferente de jogar em Porto Alegre ou Minas Gerais. Para Robinho, criado no futebol paulista, seria importante adquirir a experiência de jogar no futebol mineiro e até mesmo de trabalhar com Diego Aguirre. Ele já conhece muito bem o trabalho de Dorival Jr.

Esta semana pode ser decisiva para o jogador, já que o Atlético-MG – que fez a melhor proposta, tem até o dia 15 de fevereiro para enviar a lista de inscritos para a Libertadores.