Airton comenta sobre pedidos da torcida para “quebrar” Arão: “Não éramos amigos”

Crédito de imagem: Getty Images

Contestado no Botafogo, Airton hoje vive uma verdadeira lua de mel com a torcida alvinegra, se compararmos o período recente de questionamentos que o volante viveu. Após ganhar espaços devido ao desmanche sofrido pelo Glorioso no início do ano o jogador, revelado pelo Flamengo, já fala sobre o futuro clássico.

LEIA MAIS:
Renato Maurício Prado fica em saia justa após piada polêmica ao vivo
Brasileira que se destacou na São Silvestre é pega no exame antidoping
Vanderlei Cordeiro revela frustração nas Olimpíadas: “Queria a medalha de ouro”
Rogério Ceni revela que, sem Muricy Ramalho, jamais seria ídolo no São Paulo
Rafael Feijão perde mais uma luta e pode ser demitido do UFC

Em entrevista ao Globoesporte.com, o volante revelou a importância do técnico Ricardo Gomes para esse novo momento:

“O Ricardo conversou comigo. Falou que eu não precisava fazer o que eu fazia, que eu sabia jogar. Ele vem me instruindo, até em relação a posicionamento. Foram lances que aconteceram e não me orgulho. Eu me arrependi. Foram momentos que perdi a cabeça. E peguei essa fama. No Botafogo, foram três expulsões (Flamengo, São Paulo e Coritiba). Mas peguei a fama e parece que foram 20. Espero acabar com essa imagem. Eu sei jogar”, disse Airton.

Um dos pedidos mais curiosos que vem passando nesse momento são os pedidos de alguns torcedores para que Airton “quebre! Willian Arão. Ele, por sua vez, ressalta que esse não é o seu objetivo e que encara esses pedidos na brincadeira:

“Eu levo na brincadeira. O Arão é um jogador que há pouco tempo estava aqui no Botafogo. Hoje ele está no Flamengo, e por isso os torcedores ficaram chateados. Não éramos amigos, mas conversávamos. Tenho que levar na brincadeira”.

Crédito da foto: Getty Images