Rodrigo Caio revela cobrança de Bauza: ‘Perdemos pontos que tínhamos como evitar’

Crédito da foto: Divulgação/São Paulo FC

O São Paulo se notabilizou em 2015 pela irregularidade. O mesmo time que teve grandes atuações, como nos jogos diante de San Lorenzo-ARG e Corinthians, pela Libertadores, também era capaz de ser goleado impiedosamente pelos rivais estaduais. E acabar com essa inconstância é um dos principais desafios do técnico Edgardo Bauza. E segundo o zagueiro Rodrigo Caio, o treinador argentino fez questão de cobrar o elenco para que a regularidade seja um ponto vital da equipe nesta temporada.

Leia Mais: Bauza vê Lugano como seu interlocutor dentro de campo: “Ele não vem só para jogar”
Bauza quer que São Paulo “seja um rival complicado para os adversários”

“Na primeira conversa ele foi bem claro: ‘Perdemos 10, 15 pontos que tínhamos como evitar’. Acredito que o time tinha condição de brigar com Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio. Deixamos muitos pontos de lado. O time, em alguns momentos, perdeu jogos dentro de casa, pontos que não podíamos perder”, revelou o zagueiro, em entrevista ao canal SporTV.

O São Paulo somou 62 pontos no Campeonato Brasileiro do ano passado, ficando com a quarta colocação, mas bem atrás do campeão Corinthians, que fez 81 pontos. Atlético-MG, com 69, e Grêmio, com 68, fecham os três primeiros colocados.

Outro ponto em que Bauza vira suas atenções é a defesa. O time sofreu 47 gols em 38 partidas, número considerado muito alto pelo treinador. E ele tem a missão de fazer com que a equipe seja mais competitiva, com uma defesa mais bem posicionada. Para isso, ele tem exigido uma maior dedicação dos jogadores nos treinamentos.

“Isso que ele quer melhorar. Pede que todo mundo se esforce, corra atrás da linha da bola e dê o máximo que isso vai acrescentar muito para o time. Fizemos muitos gols, mas tomamos muitos também. Isso foi uma dificuldade muito grande no ano de 2015. Dificultou muito para gente chegar onde queríamos, que era a briga lá em cima. Ainda assim, conseguimos a classificação para a Libertadores”, falou Rodrigo Caio.

Apesar de todas as dificuldades enfrentadas em 2015, Rodrigo Caio negou que tenha havido uma falta de motivação. Mas ao mesmo tempo, deixou claro que a equipe poderia ter se entregado mais em alguns jogos.

“Não acredito que faltou motivação. Sempre entramos em campo para vencer. Em alguns momentos, nosso time podia ter dado um pouco mais: correr um pouco mais e se dedicar. Isso é essencial no futebol. A gente vê muitos times no futebol brasileiro que marca muito forte, se dedica muito a marcação e conseguem muitas vitórias e muitos pontos. Nosso time perdeu muito nisso”, finalizou o atleta.



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo