Palmeiras: Presidente manda recado aos chineses: “Se quiserem vir, venham”

Paulo Nobre

Em meio ao desmanche de times brasileiros, natural entre uma temporada e outra, eis que aparece a China, para assombrar ainda mais principalmente os elencos vencedores do ano anterior. Mas, quem disse que Paulo Nobre, presidente do Palmeiras se preocupa com isso?

LEIA MAIS:

Este vídeo mostra que Alexandre Mattos é um dirigente de palavra; assista

A investida é grande, mas, Nobre garante que a multa rescisória aplicada em casos de assédio, protege seus jogadores contra ataques chineses. Lembrando, é claro, que não há jogador “inegociável”.

Donos de cofres recheados e dispostos a pagar verdadeiras fortunas para ficar com jogadores brasileiros, os clubes “da moda” servem para alavancar as finanças por aqui: “fui rever os contratos dos nossos atletas e fiquei tranquilo, pois todas as multas estão dentro do padrão Palmeiras.

Se quiserem vir, venham, disse o presidente em entrevista ao canal “Fox Sports”.

A cabeça fria do cartola é justamente por causa disso. Caso saia um jogador, um substituto à altura seria contratado imediatamente, sem perder o sono.

Segue no Twitter: carlabrsa



Curiosa por natureza e jornalista de formação. Sou autora do livro Palmeiras - O Brasil de coração italiano. Escrever sempre foi um hobby e vender por meio da mensagem tornou-se profissão. Formada desde 2012, hoje me especializo em Comunicação de Marketing em Mídias Digitais.