Presidente do Cruzeiro diz que dirigente “inventou história” sobre compra de jogo

Crédito da foto: Divulgação/ Washington Alves/ Light Press/ Cruzeiro

Dois dias após o Cruzeiro afastar Benecy Queiroz, superintendente de futebol, de seu cargo no clube, o presidente da Raposa concedeu entrevista coletiva para afirmar que o dirigente “inventou” o caso em que afirmou ter “comprado” um árbitro para favorecer o clube.

Leia também: Após afirmar ter ‘comprado árbitro’, dirigente é afastado do Cruzeiro

Segundo Gilvan de Pinho Tavares, Benecy “misturou épocas e histórias” ao fazer sua afirmação: “Chegamos à conclusão que ele realmente criou uma história, inventou um caso, misturando épocas e pessoas que estiveram no Cruzeiro. Nós temos certeza de que foi algo que ele criou, da imaginação dele, para contar um caso sem pé e sem cabeça, de uma coisa que nunca aconteceu no clube”, disse.

“Nós fizemos um levantamento e foi demorado porque são anos passados, quando o clube ainda não estava tão bem formatizado como está hoje, mas conseguimos levantar desde priscas eras todas as participações do Cruzeiro em competições e jogos amistosos e nunca houve esse episódio. Agora fico impressionado ao ver que algumas outras pessoas começam a inventar coisas em torno de fatos que possam denegrir a imagem do Cruzeiro”, completou.

Benecy afirmou ao Programa Meio de Campo, da Rede Minas, que já “comprou” um árbitro em 1997, quando o então técnico da equipe era Ênio Andrade.

Dias depois, na última sexta-feira, ele foi afastado pelo clube, que alegou “motivos de saúde”.

“A questão de saúde do ser humano é fundamental, primordial. Se ele está precisando se submeter a tratamento e fazer exames, precisamos respeitá-lo, inclusive pelo tempo que tem de Cruzeiro. Nós nunca tivemos aqui dentro do clube nenhum motivo de queixa dele e esse fato foi lamentável. A gente não poderia tolerar, mas pode ser que alguma coisa tenha o afetado para contar algo desse tipo. Nem de brincadeira e nem de mentira pode se fazer isso com uma entidade como o Cruzeiro”, continuou Gilvan.

Veja o vídeo em que Benecy fez a polêmica declaração:



Jornalista esportivo.